Geral

Foto: Agência Senado

Em discurso ontem à noite no Senado Federal, o senador João Ribeiro registrou a passagem de 21 anos de criação do Estado do Tocantins e de sua positiva expectativa quanto a eleição e bom trabalho do deputado estadual, Carlos Henrique Gaguim (PMDB) ao governo estadual.

De improviso, João Ribeiro lembrou de quase uma centena de nomes de homens e mulheres que participaram da criação e efetivação do ex-irmão pobre do Goiás, e hoje pujante Estado do Tocantins. "A luta foi mais do que centenária, e todos tiveram uma participação muito forte para o surgimento do Tocantins", disse o senador que fez especial registro ao trabalho dos ex-deputados federais José Wilson Siqueira Campos e José dos Santos Freire junto a Assembleia Constituinte de 1.998, que aprovou a criação do Estado.

Na fileira de nomes citados pelo senador tocantinense, poucos foram esquecidos. Ao se recordar da época em que era deputado estadual, João Ribeiro lembrou de colegas da Assembleia Legislativa do Goiás como Totó Cavalcante, "que inclusive fez greve de fome para a criação do Estado"; Hagahús Araújo, pelo sudeste do Estado; Brito Miranda, pai do governador que foi cassado recentemente; Edmundo Galdino, de Araguaína, que foi meu colega na Câmara Municipal de Araguaína, aliás "um excelente tribuno"; e o João Lisboa da Cruz, de saudosa memória, sempre acompanhado de sua esposa, Dona Goiaciara Cruz, uma líder muito importante. "Depois da Assembléia, João Lisboa foi um dos melhores prefeitos que Gurupi já teve", lembrou o senador.

Durante sua fala, João Ribeiro não deixou de elogiar a atuação dos atuais membros da Assembleia do Tocantins. "A Assembleia Legislativa é composta de homens e de mulheres honrados e competentes. Tem minha filha, que foi a terceira mais votada do Estado, uma moça de apenas 30 anos, a Luana Ribeiro, que desenvolve um excelente trabalho e que me enche de orgulho", confidenciou o senador.

Desenvolvimento do Estado

Ainda sem qualquer documento em mãos, no púlpito do plenário do Senado, João Ribeiro apresentou dados e informações sobre o desenvolvimento estrutural do Estado. "Quando foi criado, o Tocantins não tinha infraestrutura. Todas as nossas estradas eram de terra. Nesse período de 21 anos fizemos muito. Construímos inclusive uma capital maravilhosa, que tem hoje o prefeito Raul Filho, do Partido dos Trabalhadores, que como outros bons prefeitos, também deixaram a sua marca, ressaltou o senador.

Hoje, no Tocantins, temos mais de seis mil quilômetros de rodovias pavimentadas. As estradas interligam quase todas as cidades. Faltam poucas como na região do Jalapão, que é a região mais pobre do Estado, destacou João Ribeiro.

Desde a criação do Estado, foram construídas diversas pontes sobre o rio Tocantins e sobre o rio Araguaia. E outras estão a caminho como as pontes de Xambioá (com mais de R milhões em caixa aguardando licitação), Lajeado (outra obra que também já tem R milhões em caixa e apenas aguarda a ordem de serviço) e Barra do Ouro, que vai interligar o Município de Barra do Ouro com os Municípios de Filadélfia e Palmeirante, uma região produtora de soja, que é Campos Lindos.

Há ainda os projetos de irrigação, lembrou o senador. O projeto Sampaio, que está praticamente pronto, na região do Bico do Papagaio; o projeto Propertins, na região de Dianópolis, que também está praticamente pronto; o projeto do rio Arraias, no Município de Arraias; o projeto São João, no Município de Porto Nacional, uma obra bastante adiantada; e o projeto de irrigação rio Formoso, que estamos conseguindo incluir novamente no PAC. Este (Rio Formoso) é o maior projeto de irrigação em área contínua do mundo, ressaltou o senador.

João Ribeiro falou também da questão da geração de energia no Estado. Citou a Usina Hidrelétrica Luís Eduardo, a Usina de São Salvador, inaugurada pelo Presidente Lula; a Usina Hidrelétrica de Peixe Angical, que também está gerando energia elétrica e divisas para o nosso País, além da Usina Hidrelétrica de Estreito, que está sendo construída em parceria com o Estado do Maranhão.

Na área da educação, temos a nossa Universidade Federal do Tocantins que funciona em sistema multicampi, ou seja, com vários campi universitários espalhados pelo Estado. Temos ainda a Ulbra, temos a Católica, temos o Objetivo, temos a UnirG, em Gurupi, temos a Unest, em Paraíso, temos a Faculdade de Medicina da Itpac, em Araguaina, em Porto Nacional, em Gurupi, e a Universidade Federal de Tocantins com cursos de medicina. "São quatro cursos de medicina, hoje, no Estado" destacou João Ribeiro.

Antes de terminar, João Ribeiro falou da Ferrovia Norte-Sul, a "ferrovia da onça" ou ainda como era chamada pelos incrédulos, "a ferrovia do nada para lugar nenhum". Segundo o senador, a Norte-Sul vai ajudar muito o Tocantins porque é a ferrovia de integração nacional. A Ferrovia Norte-Sul é a obra do século para nós, porque, na hora em que estiver pronta, com esses ramais para Belém, São Luís e outros locais, até São Paulo, por onde ela passar, todos vão ganhar. Vamos poder exportar pelo Porto de Itaqui, que é o segundo porto de maior calado do mundo, melhorando mais ainda a competitividade de nossos produtos.

Carlos Henrique Gaguim

Por último, o senador João Ribeiro registrou sua torcida para eleição do deputado estadual Carlos Henrique Gaguim e sua crença de que o novo governador fará um grande trabalho a frente do Executivo estadual. "Ele não é do meu partido, é do PMDB, mas é um homem de bem, um moço íntegro, deputado por vários mandatos, vereador da capital por vários mandatos, homem simples, de família humilde, mas muito preparado, muito competente, que, com certeza, fará um grande trabalho", terminou.

Fonte: Assessoria de Imprensa João Ribeiro