Geral

Foto: Clayton Cristus

Um importante passo em direção à garantia dos direitos de crianças e adolescentes foi dado na Assembleia Legislativa, na manhã dessa quarta-feira, dia 18. Uma sessão solene, em comemoração ao Dia Nacional dos Conselheiros Tutelares, marcou a data no Parlamento, reunindo autoridades do Estado e município, além de conselheiros de todo o Tocantins, que participaram de homenagens e discutiram questões relativas à categoria.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júnior Coimbra (PMDB), autor do projeto de lei que institui a data de 18 de novembro como Dia Estadual dos Conselheiros Tutelares, concentrou em seu discurso palavras de reconhecimento a atuação dos profissionais no Estado. Ele relembrou os desafios enfrentados pelos conselheiros na busca pela defesa da infância e juventude e a missão de garantir direitos ameaçados por omissão da sociedade.

“Essa homenagem é motivo de orgulho para essa Casa de Leis, pois sabemos da importância do papel desses conselheiros na sociedade. Reconhecer isso é garantir um futuro melhor para nossas crianças e jovens”, destacou Coimbra.

O representante do Tocantins no Fórum Colegiado Nacional de Conselheiros Tutelares, Geraldo Francisco da Silva, agradeceu ao presidente da AL pela homenagem e ressaltou o apoio dos deputados na realização de importantes projetos para a categoria. “Somos gratos, não apenas pelo reconhecimento, mas pelo empenho dos parlamentares em apoiar as ações efetivas dos Conselhos por meio de políticas públicas em defesa das crianças e adolescentes”, salientou Geraldo.

O apoio do Parlamento na mobilização e sensibilização de gestores municipais foi destacado nas falas da presidente da Associação dos Conselheiros do Tocantins, Julane Marise Gomes, e da coordenadora do Fórum Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, Mônica Pereira Brito. Elas apontaram o fortalecimento dos Conselhos Tutelares como meio de solução de problemas referentes a direitos violados dos menores.

“É importante que os deputados e gestores alinhem a pauta de desenvolvimento econômico às políticas de desenvolvimento humano, para que nosso Estado cresça e se desenvolva como um todo”, enfatizou Mônica.

Fonte: Dicom/AL