Geral

Foto: Divulgação

O consultor comercial Josias Gonzaga, da Valec, estatal federal encarregada da construção da Ferrovia Norte-Sul declarou durante a reunião que aconteceu na tarde desta segunda-feira, 30, que em 2010 a obra irá gerar 50 mil empregos indiretos.

Na reunião estavam presentes os prefeitos de Figueirópolis, José Fontoura Primo; Alvorada, Reginaldo Martins; Neila Pereira, de Peixe; José Dantas, de Sucupira e o prefeito Alexandre Abdalla de Gurupi.

Para Gonzaga a obra será “o grande motor do ciclo de desenvolvimento do corredor de exportação Centro/Norte em 2010”. “A produção de soja do Tocantins em 2008 foi de 58 milhões de toneladas e com a implantação da ferrovia em 2013 ela deverá passar 86 milhões de toneladas”, disse.

Na ocasião o prefeito Alexandre Abdalla destacou a importância da ferrovia para a industrialização da região. “Como disse o Josias Gonzaga é uma obra que irá possibilitar a ligação das economias das regiões norte, nordeste com a força da economia do Sudeste e do Sul. Esta logística irá favorecer para que a nossa região seja ainda mais atrativa para receber novos empreendedores”, disse.

Gonzada destacou ainda evolução da ferrovia desde sua implantação em 1987 pelo então presidente José Sarney. “Em 1989 existiam 95 km e hoje já foram construídos 375,5 km e para 2010 serão entregues 907 km”, disse.

Quanto a geração de empregos no pique da obra serão gerados 50 mil empregos indiretos. “Até outubro deste ano foram gerados 4.377 empregos diretos e 13 mil indiretos. Em 2010 serão gerados 16.638 empregos diretos e 50 mil indiretos nos trechos que envolve a ferrovia”, disse Josias.

 

Fonte: Ascom Prefeitura de Gurupi

Por: Redação

Tags: Ferrovia Norte-Sul, Gurupi, Josias Gonzaga, Valec