Geral

Foto: João Lino Cavalcante

Líderes de sete sindicatos e associações de diversas classes trabalhadoras estiveram reunidos nesta sexta-feira, 12, com o presidente do Igeprev - Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins, Sérgio Rodrigo do Vale, na sede da instituição. O encontro foi intermediado pela deputada estadual e lider do governo, Josi Nunes (PMDB), que também participou da reunião.

Em pauta estava a discussão sobre a previdência de servidores remanescentes do Estado de Goiás. Atualmente cerca de 3 mil profissionais estão inseridos na previdência do INSS e pedem que sejam enquadrados no Regime Próprio de Previdência do Estado, ou seja, o Igeprev. Com isso terão benefícios públicos como uso do plano de saúde do Governo do Estado – Plansaúde.

Para o presidente do Sindifiscal – Sindicado dos Auditores Fiscais da Receita Estadual, José Ronaldo, com o empenho político do Governo do Estado, aliado com a deputada Josi Nunes, os servidores terão o reconhecimento do Estado pelos trabalhos realizados como pioneiros na formação do Tocantins. "Queremos deixar claro que sob hipótese alguma queremos comprometer ou lesar o Igeprev com a entrada destes trabalhadores”, afirmou.

Participaram da reunião presidentes e representantes de sete entidades tocantinenses: José Ronaldo (Sindifiscal), Cleiton Pinheiro (Sind. dos Servidores Públicos do Tocantins - Sisepe), Manoel Miranda (Sind. dos Trabalhadores em Saúde), Nadir Nunes (Sind. dos Servidores da Polícia Civil), José Roque (Sind. dos Trabalhadores em Educação), Soldado Olímpio Porfírio (Ass. de Cabos e Soldados) e Raimundo Sulino (Ass. dos Militares e Pensionistas da Reserva). Os representantes das entidades ficaram de encaminhar requerimento fundamentado ao Instituto para que o assunto possa ser analisado de maneira formal.

A deputada Josi Nunes salientou os frutos do encontro. “Ficamos comprometidos em organizar uma comissão para analisar o assunto, formada por técnicos jurídicos da Assembleia Legislativa, Procuradoria Geral do Estado, Igeprev e sindicatos. Acredito que em breve teremos uma posição concreta sobre a situação destes trabalhadores pioneiros do nosso Estado”, contou a parlamentar.

Militares

Ainda nesta sexta, a deputada Josi Nunes coordenou uma reunião entre representantes da Procuradoria Geral do Estado, do Comando Geral da PM, Casa Civil e Associação dos Militares e Pensionistas da Reserva. O encontro teve o objetivo de discutir algumas propostas sobre o processo de indenização, fruto de acordo entre Governo do Estado e associações militares.

Os militares apresentaram duas propostas. Uma que pede agilidade no processo de pagamento de pensionistas, além do pagamento integral da indenização para pensionistas e herdeiros que são portadores de doenças graves. Outra proposta foi a que trata da prorrogação do prazo legal para que militares, que ainda não aderiram ao acordo com o Governo do Estado, façam parte do processo indenizatório.

Josi Nunes se mostrou empenhada em resolver o problema e anunciou que entrará com requerimento na Assembleia Legislativa solicitando o atendimento das demandas apresentadas pelos militares. “O Governo do Estado vê com bons olhos as propostas dos militares e analisará a possibilidade de viabilização dos pedidos”, informou.

Dertins

Outra demanda que teve a intermediação da deputada foi o pedido de equiparação salarial dos servidores do Dertins, remanescentes do Estado de Goiás. Eles alegam que, após a divisão dos Estados, a classe ficou prejudicada com relação aos outros servidores da mesma categoria que estão no Quadro Geral do Estado.

O Governo do Estado, por meio da Casa Civil, se prontificou a analisar o pedido e apresentar uma parecer o mais breve possível.

Fonte: Assessoria de Imprensa Josi Nunes