Geral

Até o mês de julho, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins terá duas equipes de resgatistas em estruturas colapsadas cadastradas na ONU – Organização das Nações Unidas. Os dois primeiros oficiais tocantinenses receberam diploma na última sexta-feira, 26 de março, em Brasília, após 45 horas de participação no Curso de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas, realizado em Brasília.

O curso aprimora os bombeiros militares para as ações de primeira resposta em situação de desastres naturais ou grandes acidentes em áreas urbanas edificadas, tais como terremotos e atentados terroristas. Nestas ocorrências, todos os profissionais cumprem um protocolo internacional de atuação.

Para participar do treinamento, o militar deve possuir conhecimento prévio nas áreas de produtos perigosos, emergência pré-hospitalar e SCI – Sistema de Comando de Incidentes -, que define a hierarquização do atendimento em situações adversas quando a resposta ao problema requer a atuação de mais de uma instituição.

O curso é oferecido pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal em parceria com a ONU, por meio do International Search and Rescue Advisory Group, e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

As duas equipes tocantinenses serão formadas por 10 bombeiros. Após a capacitação, os militares integrarão um banco de dados da ONU e poderão ser acionados para atuar em catástrofes ocorridas em qualquer lugar do mundo, como o terremoto que assolou Haiti em janeiro de 2010.

Fonte:Assessoria Corpo de Bombeiros

Por: Redação

Tags: Corpo de Bombeiros, ONU