Polí­tica

Foto: Montagem

ESPECIAL - Com o avanço cada vez mais acelerado das novas tecnologias de informação, a internet tem se tornado uma ferramenta importante para os candidatos que almejam uma vaga no poder. No Tocantins, mesmo sendo um Estado que ainda engatinha quando o assunto é inclusão digital, as coordenações de campanha de ambas as coligações já perceberam que o bom uso da internet poderá ser extremamente útil para eleger seus candidatos.

A cada dia surgem sites de campanha com biografias, fotos, notícias, vídeos dos candidatos aos mais diversos cargos eletivos à disposição no pleito deste ano. Vídeos, aliás, formam uma das principais “armas” eleitorais neste período. Em ambas as frentes eleitorais, esta ferramenta é explorada com conteúdos que podem variar de informação sobre os candidatos, até ataques pessoais.

Na esfera governamental, tanto o governador Carlos Gaguim (PMDB) quanto o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) possuem seus web sites contendo, além dos recursos já informados, algumas peculiaridades, como cadastro de voluntários e comício digital. Uma outra ferramenta bastante difundida na net, são links para diversas redes sociais online.

Embates em redes sociais

Dentro das redes de relacionamentos, como o Orkut, ou o Twitter, o candidato da coligação “Tocantins Levado a Sério”, Siqueira Campos, sai na frente por possuir maior número de links a essas redes. No total, Siqueira possui 5 canais de contato direto com seu eleitorado e mais uma conexão com central de notícias instantâneas, conhecida como “RSS”.

Já o governador Gaguim está ligado a seu eleitorado eletrônico por apenas três canais de interatividade. No entanto o candidato da “Força do Povo” leva vantagem no número de inscritos em suas redes sociais.

Mesmo tendo seu site lançado a menos tempo, Gaguim já possui cerca de 219 seguidores no site de mensagens instantâneas Twitter, além de seu perfil no Orkut possuir 160 amigos. Siqueira Campos, por sua vez, possui 168 seguidores no Twitter, enquanto seu perfil oficial do site de relacionamentos Orkut ter 60 amigos.

Ambos candidatos possuem um canal no site de armazenagem de vídeos conhecido como You Tube. No caso das exibições audiovisuais, Gaguim leva vantagem no número de militantes inscritos em sua página no You Tube, o que naturalmente eleva o número de produções exibidas no canal. Siqueira Campos, no entanto, mesmo tendo um número bem menor de inscritos no site de vídeos (são 3 contra 15 de Gaguim), leva vantagem no número de exibições de seu material. No total, são 1.679 exibições dos vídeos governistas contra 2.388 vezes que os vídeos siqueiristas já foram exibidos desde a criação da página.

Fatores de inovação e interatividade

Em ambos os sites existem ferramentas que permitem ao eleitor participar ativamente das campanhas de seus candidatos. Na página gaguista, aqueles que querem se tornar voluntários podem efetuar um simples cadastro e se inscreverem para auxiliar o governador em sua campanha à reeleição. De acordo com informações do próprio site, aqueles que se destacarem em suas participações, receberão como forma de incentivo, uma ligação de agradecimento do próprio Gaguim.

Outro ponto que chama atenção no site peemedebista é uma página chamada de comício virtual. Este setor do site consiste em um espaço virtual onde os eleitores poderão interagir com o “avatar” do próprio governador para discutir suas propostas e projetos.

Já na página de Siqueira Campos, a interatividade se dá no âmbito de inscrição e participação do eleitor na campanha do ex-governador ao Araguaia. No site do candidato da “Tocantins Levado a Sério”, o militante, assim como na página peemedebista, poderá se inscrever para se tornar um voluntário na campanha de Siqueira.

De acordo com informações levantadas no site do candidato do PSDB, existem várias formas de o eleitor participar da campanha do tucano. Desde a mobilização via canais eletrônicos (mensagens de texto, emails, telefonemas), até através de contribuições financeiras para a campanha tucana ao governo. Para tanto, assim como explicado anteriormente, basta que o internauta efetue um cadastro na página de Siqueira Campos e siga as instruções que constam no site.

Um fato curioso nas páginas dos dois políticos é que em ambas são prometidos algum tipo de reconhecimento dentro dos grupos, como fatores de incentivo aos militantes na maior dedicação às campanhas eleitorais.

Há um certo tempo as estratégias eleitorais tem precisado se adaptar ao novo perfil do eleitorado. A inserção da internet nas campanhas eleitorais, tem sido cada vez mais intensificada desde a eleição norte-americana que teve como grande vencedor o democrata Barack Obama, em 2008.

É de grande importância que a classe política como um todo fique atenta a essa não tão nova ferramenta de divulgação eleitoral para adaptarem suas campanhas ao novo molde de interatividade que a internet propõe.

Aos eleitores, vale ressaltar que, como a internet é um meio de comunicação sem barreiras e ainda com baixa fiscalização, é muito importante que todas as informações sejam filtradas para que as propostas sérias de cada candidato possam ser analisadas e levadas em consideração no dia 3 de outubro.