Palmas

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) foi representada, pela primeira vez, no Projeto Rondon por oito alunos e dois professores, que foram para a cidade de Bom Jardim (MA), para atuar na Operação Catirina. As ações de saúde e educação aconteceram entre os dias 09 de julho a 1º de agosto.


Agora que a turma voltou do projeto, eles irão realizar uma Mostra. A cerimônia será nesta sexta-feira (20), às 08h00, no Anfiteatro de Palmas. Na ocasião os rondonistas oferecerão a comunidade acadêmica, docente e aos demais participantes informações sobre o que é o Projeto Rondon, apresentarão fotos que retrata a rotina da operação, depoimentos, além de explicarem a importância do mesmo na formação acadêmica.

Entre as ações desenvolvidas pelo projeto, a equipe da UFT juntamente com os da Universidade Estadual de Londrina (PR) realizaram mais de 39 cursos e oficinas, além de apresentações culturais. Como resultado das ações, por exemplo, foi elaborada uma agenda cultural, constando atividades como campanha de coleta seletiva de lixo, oficinas de saúde materno infantil, cursos de educação inclusiva e de saúde sexual e reprodutiva, discussão sobre alcoolismo e drogas e violência contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos, bem como o curso de segurança alimentar e aproveitamento de alimentos regionais.

Os relatos das atividades foram postadas pelos integrantes da equipe tocantinense no blog http://rondonuft.blogspot.com. Passe por lá e confira tudo!

O Projeto - O Projeto Rondon é coordenado pelo Ministério da Defesa e permite que alunos universitários na condição de voluntários e durante as férias acadêmicas, atuem em ações sócio-educativas em municípios carentes do Brasil, regiões Norte, Nordeste dentre outras. O Rondon é uma ferramenta extensionista que as IES (públicas e privadas) podem lançar mão para desenvolver projetos, de forma o mais prática possível e em função das temáticas apresentadas em convite (edital) público do Ministério da Defesa às IES brasileiras.

Por: Redação

Tags: Bom Jardim, UFT