Estado

Os Municípios de Guaraí e Tupirama empossaram no início desta semana os membros de seus respectivos Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas. Em Guaraí, a posse aconteceu na segunda-feira, dia 30, no auditório da Câmara Municipal, já em Tupirama, a solenidade foi realizada nesta terça-feira, pela manhã, no Centro Cultural do Município.

O Conselho Estadual de Políticas Sobre Drogas participou das posses por meio de sua vice-presidente, Magda Valadares.

Magda discursou em nome do presidente Carlos Alberto Dias de Moraes, em ambas as ocasiões onde falou sobre o trabalho do Cead e da parceria que surge com a criação dos Conselhos Municipais.

Para Magda, se faz necessário a atuação de um Comad nestes tempos em que as drogas estão ao alcance de todos e somente as articulações dos conselhos e órgãos de combate as drogas para frear o crescente consumo. Ela lembrou também que o Comad é uma das possibilidades de trabalhar o assunto e citou outras formas que são a implantação do grupo “Amor Exigente”, que trabalha principalmente a família e a Terapia Comunitária, que visa preparar pessoas comuns para lidar com o apoio ás famílias onde há dependente químico.

Receptividade

A solenidade de posse em Guaraí contou com as presenças do prefeito Milton Alves, da secretária da Juventude que também fizeram uso da palavra.

Para o prefeito, é urgente abraçar a causa da luta contra as drogas. Segundo ele está faltando mais sedução para chamar os jovens, ações e discursos que atraiam os jovens para a vida e para mantê-los longe das drogas. “Quero agradecer vocês por terem aceitado o convite para fazer parte do Comad, não foi fácil montar o Conselho, muitas intuições não se fizeram representar, mas não é por isso que nós vamos desistir”, pontuou.

Criação do Conselho

Em Guaraí, a Lei que cria o Comad é de 2003, porém o conselho nunca foi ativado, a iniciativa de colocá-lo em funcionamento partiu da vereadora Kátia Cristina, que colocou como justificativa a existência da lei, a necessidade de criar um órgão que debatesse a questão das drogas entre crianças e adolescentes e ainda a importância de manter o município longe das drogas.

O novo Comad de Gurupi reúne-se ainda esta semana para a escolha do presidente e para discutir as primeiras ações.

Em Tupirama, a luta pela criação do Conselho também partiu de uma mulher, a Secretária da Juventude, Francisca dos Santos que durante a posse dos Conselheiros, frisou que o município tem crescido e com este crescimento estão vindo os problemas das cidades grandes como o aumento da criminalidade e o consumo de drogas. Ao fim de seu discurso a secretária afirmou que o Comad não estará sozinho pois contará com o apoio do prefeito e da Câmara Municipal.

A primeira-dama e Secretária de Assistência Social de Tupirama, Rosimeire Marcelino estava presente no evento e reafirmou o apoio do prefeito á causa. Segundo ela os jovens de Tupirama têm muitas oportunidades de crescimento, como por exemplo os cursos informática de desenvolvidos no município. Em sua fala ela fez um apelo aos jovens presentes. “Olhem pra frente e aproveitem as oportunidades” frisou Rosimeire.

Os eventos de posse contaram ainda com a palestra motivacional de Jackson Rodrigues, que reafirmou a importância de criar o Conselho tendo em vista que é crescente a procura por drogas em detrimento da busca por Deus. Segundo ele, que já foi dependente químico e hoje trabalha no Conselho Estadual de Políticas Sobre Drogas, falta mais amor nas famílias e um jovem que se vê sem amor vai procurar refúgio nas drogas. Jakcson lembrou durante a posse em Tupirama que contou com a presença de muitos adolescentes que a união de cada um deles é que vai fazer o Conselho andar.

Ao final da posse, um grupo de jovens encenou uma peça que tratava de um depoimento de uma jovem viciada em seus últimos dias de vida. A peça emocionou aos presentes e foi aplaudida por todos.

Atribuições do Comad

Dentre as finalidades do Comad, destacam-se: coordenar, desenvolver e estimular programas e atividades de prevenção da disseminação do tráfico e do uso indevido e abuso de drogas; propor uma política educacional voltada para os jovens; estimular debates e reuniões enfocando o uso indevido e abusivo de drogas e entorpecentes e substancias que levam a dependência psíquica e química.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Comad