Polí­tica

Os trabalhadores em educação da rede de ensino de Palmas decidem neste sábado, 25, em assembleia geral sobre o reajuste salarial da categoria. Os educadores devem decidir se aceitam a contraproposta da prefeitura ou se deflagram greve. A assembleia acontece a partir das 9 horas no Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet).

Na última reunião ocorrida entre representantes do Sintet e a secretaria municipal de Educação, o executivo municipal havia apresentado a contraproposta de enquadramento dos funcionários do administrativo, incorporação da gratificação sem efeito cascata e reposição das perdas de 1,37% para os professores e 7,24% para os administrativos pagos de forma parcelada até maio de 2011.

Os educadores optaram por uma nova contraproposta, pedindo o imediato enquadramento do administrativo e a incorporação das gratificações com efeito cascata. A reposição das perdas ficaria para as próximas discussões em 2011. A secretaria municipal de Educação rejeitou essa nova contraproposta alegando falta de recurso da prefeitura.

Dessa forma e em definitivo, os educadores da rede de ensino de Palmas decidem neste sábado se deflagram ou não a greve por tempo indeterminado até que o Executivo municipal atenda as suas reivindicações.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sintet

Por: Redação

Tags: Educação, Palmas, Prefeitura de Palmas, Sintet