Polí­tica

Foto: Divulgação

O ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) concedeu entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta segunda-feira, 4, quando afirmou receber com muita humildade sua vitória nas urnas para o Senado.

“Recebi essa vitória com muita humildade e com a alegria de saber que nossa mensagem chegou à população tocantinense”, afirmou. Marcelo foi eleito em segundo lugar com 340.931 mil , e assumirá junto com o senador João Ribeiro (PR).

O peemedebista comentou que teve quase a mesma quantidade de votos que no pleito de 2006 quando se reelegeu para o governo.

Com relação à derrota do candidato do partido, Carlos Henrique Gaguim (PMDB) para o governo, Marcelo afirmou que o governador fez sua parte na campanha. “Foi realmente muito triste mas estamos de cabeça erguida. Não foi uma derrota, o governador fez a parte dele”, disse.

Marcelo comentou que mesmo com a derrota do governador o PMDB saiu fortalecido da disputa. “Nossa bancada tanto na Assembleia como no congresso sai fortalecida”, frisou.

Relacionamento com governo

O candidato comentou ainda sobre como pretende manter sua atuação no Senado e o relacionamento com o ex-governador Siqueira Campos (PSDB), adversário político. “Nunca foi de denegrir ninguém, temos que respeitar as urnas. Vou trabalhar em defesa do Estado”, disse.

Com relação aos colegas de bancada no Senado que não são de seu grupo, João Ribeiro e Kátia Abreu (DEM), Marcelo afirmou que será uma experiência nova e que pretende juntar forças em prol do Estado. “Eu vou estar sempre defendendo os interesses do Estado e tenho certeza que os outros dois saberão entender a importância da junção de forças para defender o Estado”, frisou.

Pendente

Marcelo ainda não teve a candidatura confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral mas já afirmou que acredita que seu caso é diferenciado e não será barrado.