Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal do PMDB, Moises Avelino que apoiou o governador eleito Siqueira Campos (PSDB) este ano afirmou na manhã desta segunda-feira, 18, que não está preocupado com possíveis articulações internas no PMDB para pedir sua expulsão. “Vou ficar quieto até as coisas acontecerem”, frisou.

“Eu não estou sabendo de nada, isso não me atinge”, frisou. O deputado, que não conseguiu se reeleger, afirmou ainda que tem bom relacionamento com muitos membros da legenda. “Com os que são amigos estou bem, a eleição já passou e não vou mudar de partido”, frisou.

Avelino pontuou ainda que é histórico na legenda e que tem fidelidade ao partido. “Apoiei o Siqueira e apoiaria de novo não me arrependo disso meu problema foi com o governador”, afirmou relembrando o impasse com o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) que não conseguiu ser reeleito.

O deputado não quis comentar sobre a possível saída do atual presidente da legenda, deputado federal Osvaldo Reis a pedido de alguns membros da legenda e preferiu ainda não fazer nenhuma avaliação de Reis na condução da legenda.

Participação no governo Siqueira

O deputado comentou ainda que se for convidado para a integrar a equipe de governo do governador eleito Siqueira Campos (PSDB) vai analisar o convite. “Ainda não sei, não há nenhum compromisso com isso mas se for convidado vou analisar primeiro”, salientou.