Polí­tica

Foto: Dicom/AL

Em entrevista concedida antes do início da sessão solene da manhã desta quarta-feira, 27, na Assembleia Legislativa, o deputado José Geraldo de Melo (PTB), informou que a bancada de oposição continua com o propósito de expandir a discussão sobre os valores de reajuste orçamentário propostos na LDO 2011 para os poderes Legislativo e Judiciário para o ano que vem.

De acordo com o deputado, o posicionamento foi colocado para os deputados da base do governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) ainda na reunião interna entre os parlamentares na manhã da última terça-feira. “houve uma série de posicionamentos dos nossos deputados”, informou.

José Geraldo ainda confirmou a informação do deputado Marcelo Lelis (PV) de que a oposição teria convidado representantes do Executivo e do próximo governo para compor as discussões sobre os reajustes propostos pela LDO. “Nós solicitamos que, da mesma forma que foram ouvidos todos os representantes dos Poderes, que fosse convidado o secretário do Planejamento (Davi Torres) e um representante do próximo governo”, completou.

O deputado voltou a se mostrar preocupado com o período em que o governo do Estado propôs os reajustes para o orçamento dos poderes. De acordo com José Geraldo, “é muito preocupante que essa questão de alteração de índice seja feita ao apagar das luzes. Tudo o que se fizer hoje será para uma realidade nova”, ressaltou.

O deputado afirmou, contudo, que, não é contra o reajuste orçamentário para os poderes constitucionais. O petebista informou, entretanto, que este tipo de alteração deve ser mais amplamente discutido antes de ser aprovado. “Sabemos que não dá para fazer tudo de uma vez só. Tudo que passar de 100% será prejudicial ao Estado”, destacou sobre um possível rombo no orçamento estadual, caso os reajustes sejam aprovados.