Polí­tica

Foto: Dicom/Câmara

O terceiro colocado na disputa para o Senado Federal neste ano, Vicentinho Alves (PR) falou ao Conexão Tocantins na noite desta terça-feira, 16, quando comentou sobre a cassação do registro da candidatura do peemedebista, ex-governador Marcelo Miranda (PMDB).

Com a cassação de Marcelo, os votos que ele recebeu serão anulados e Vicentinho deve assumir.

“Recebi de forma natural, eu sempre confiei em Deus e na justiça”, frisou. Vicentinho disse que vai corresponder às necessidades da população do Estado. “Sou grato aos meus mais de 333 mil votos e honrarei todos os meus compromissos feitos com o povo”, salientou.

Marcelo pretende recorrer no Supremo Tribunal Federal no entanto, para Vicentinho, o resultado do TSE prevalecerá. “Ele não foi julgado pela lei da Ficha Limpa e sim pela Lei Complementar 64/90 na alínea h. Uma lei antiga que existe há mais de 20 anos, não há o que se discutir”, frisou.

Vicentinho está recebendo várias lideranças, amigos e populares na noite de hoje.

A prioridade quando assumir, segundo ele, é juntar forças com os outros senadores da base do governador eleito Siqueira Campos (PSDB); Kátia Abreu (DEM) e João Ribeiro (PR) para ajudar a administração de Siqueira.“Nós três vamos trabalhar pelo sucesso da administração”, frisou. Vicentinho Alves teve 332.295 votos (24,77%) enquanto Marcelo recebeu 340.931 votos (25,41%).