Cultura

Foto: Divulgação

Integrando a temporada de grandes espetáculos produzidos pelo Grupo Chama Viva Cia de Teatro de Tocantins como parte das atividades alusivas aos 25 anos de existência, chega a Palmas no próximo dia 19 a atriz Christiane Torloni uma das mais talentosas e conhecidas atrizes do teatro e da televisão brasileira com a produção A Loba de Ray-Ban. A peça trás no elenco os atores Leonardo Franco, Maria Maya e Renato Dobal para curta temporada de apresentações no Teatro do SESC Palmas que se estenderá até domingo, dia 21.

A peça A Loba de Ray–Ban, é a versão feminina do grande sucesso encenado em 1987, "O Lobo de Ray-Ban", que trazia Raul Cortez e a própria Torloni no elenco, além do ator Leonardo Franco na temporada carioca. As duas montagens têm direção de José Possi Neto.

Esta é a história de um triângulo amoroso que vive situações convencionais e de bissexualidade. Os personagens envolvidos são atores, fazem do teatro sua profissão e seu sacerdócio. São seres apaixonados e apaixonantes, são capazes de assumir a persona de verdadeiros monstros sagrados e resvalar o mais baixo do melodrama humano. São objeto de curiosidade de todo tipo de voyeurismo, portanto irresistíveis.

Numa noite, um espetáculo de teatro é interrompido pela atriz principal, que assume o clímax de sua crise existencial e afetiva diante do público. Escândalo. Revela-se o triângulo amoroso vivido por ela, envolvendo o ex-marido e sua atual amante, ambos atores da sua Companhia Teatral. Vamos assistir a uma brilhante discussão sobre moral e relacionamento amoroso. Vamos participar do cotidiano dos camarins e coxias de um teatro. Vamos testemunhar um desafio de interpretação, vividos por Christiane Torloni como Julia Ferraz, a atriz-empresária, e por Leonardo Franco e Maria Maya, o ex-marido e a amante.

Nesta versão, passados 22 anos, os papéis se invertem. Christiane Torloni passa a fazer o papel que era de Raul Cortez. Leonardo Franco o que era de Christiane e o papel do jovem ator, representado por Leonardo, agora será feito pela jovem atriz Maria Maya. Possi dirige esse trio na nova e desafiante A Loba de Ray-Ban. O espetáculo tem duração de 100 minutos e é recomendado para maiores de 14 anos.

A Loba de Ray-Ban estreou em novembro de 2009, no Teatro Frei Caneca, em São Paulo, onde esteve em cartaz até o dia 28 de março de 2010. Depois de apresentações em Curitiba, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Paulínia e Santo André, estreou no dia 23 de julho, no Teatro Carlos Gomes, no Rio de Janeiro, ficando em cartaz até o dia 12 de setembro. Foram 8 semanas de um estrondoso sucesso.

Ficha Técnica:

Texto: Renato Borghi

Direção: José Possi Neto

Elenco: Christiane Torloni, Leonardo Franco, Maria Maya e Renato Dobal

Cenografia: Jean-Pierre Tortil

Figurinos: Fabio Namatame

Trilha sonora: Tunica Teixeira e Aline Meyer

Iluminação: José Possi Neto

Fotografia: Luiz Tripolli

Programação Visual: Denise Mattar e Ana Lucas

Visagismo: Fabio Namatame

Operação de luz: Robson Bessa

Operação de som: Guilherme Varela

Direção de cena: Carlos Elias

Maquinista: André Rodrigues

Camareira: Miriam Bento dos Santos

Produção Executiva: Tiago Morenno

Direção de Produção: Edson Santos e Elza Costa

Realização:

Centro Cultural Solar de Botafogo

Christal Produções Artísticas

Chama Viva Cia. de Teatro de Tocantins