Saúde

Durante esta semana os 139 municípios do Estado estarão realizando ações alusivas a campanha de conscientização de combate a Aids, em comemoração ao dia 1° de dezembro, “Dia Mundial de Luta Contra a Aids”. Essa data foi instituída como forma de despertar a necessidade da prevenção e incentivar a discussão sobre a doença pela sociedade civil e órgãos públicos.

O objetivo da campanha é desconstruir o preconceito sobre as pessoas vivendo com HIV/Aids e a conscientizar jovens sobre comportamentos seguros de prevenção. Para isso, o tema da campanha será: “O preconceito como aspecto de vulnerabilidade ao HIV/Aids”.

No Brasil, a data começou a ser comemorada no final dos anos 1980, envolvendo os governos federal, estaduais, municipais e organizações sociais. Este ano, a campanha tem como público primordial os jovens de 15 a 24 anos. Essa escolha foi feita ao se levarem em consideração dados comportamentais como o maior número de parceiros casuais dos jovens em relação aos não-jovens e o elevado índice de jovens (40%), conforme pesquisa do Ministério da Saúde, que declaram não usar preservativo em todas as relações sexuais.

Segundo a gerente técnica de Dst/Aids da Sesau – Secretaria de Estado da Saúde, Sâmia Ponciano atualmente, na faixa etária de 13 a 19 anos, a Aids afeta mais o sexo feminino: são 10 meninas para cada 8 meninos. “Há uma tendência dos jovens de acharem que as DST e a Aids são uma realidade distante, que nunca vai acontecer com eles. Assim, eles não adotam comportamentos mais seguros e até podem ter atitudes preconceituosas em relação a quem vive com HIV/Aids”, esclarece.

Em Palmas várias ações já estão sendo realizadas desde o dia 22 de novembro, nas unidades de saúde, empresas e colégios conforme programação abaixo:

Programação

De 22 de novembro ao dia 03 de dezembro: Mobilização nas Unidades de Saúde do município de Palmas e mobilização nas empresas, conforme cronograma de atividades sob responsabilidade da equipe de Saúde e Segurança no Trabalho do SESI.

Fonte: Assessora de Imprensa/ Sesau

Por: Redação

Tags: AIDS, Sâmia Ponciano, sesi