Estado

Foto: Divulgação Segundo Barros, seu projeto prevê, além do pagamento das dívidas da universidade, a finalização das obras do campus 1 Segundo Barros, seu projeto prevê, além do pagamento das dívidas da universidade, a finalização das obras do campus 1

Em entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta quinta-feira, 6, o presidente da Câmara de Gurupi, vereador Jonas Barros (PV), frisou que apresentará na próxima semana para o plenário do legislativo municipal, projeto de lei que pretende sanar as dívidas da Universidade Regional de Gurupi (UnirG).

Segundo o vereador, seu projeto prevê, além do pagamento das dívidas da universidade, a finalização das obras do campus 1, que estão paralisadas. Barros afirmou que a ideia é retirar parte dos 48 alqueires pertencentes à universidade, loteá-los e vendê-los. “Meu projeto é para que seja desmembrado 15 alqueires, loteado e vendido”, informou.

Jonas Barros ainda frisou que cada lote vindo do desmembramento de parte do campus 1 da UnirG poderá ser vendido a qualquer cidadão e seguirá as normas municipais e terão 360 m². O vereador ainda destacou que o loteamento se chamará Cidade Universitária. “Com a venda dos lotes, podemos sanar as dívidas da UnirG e ainda terminar as obras no campus 1”, completou.

O projeto do vereador ainda prevê o pagamento das dívidas que a universidade gurupiense tem com o Instituto de Previdência Social de Gurupi (Ipasgu). De acordo com Barros, com a finalização do campus 1 da UnirG, serão transferidos para o local todos os cursos da universidade (exceto os da área de saúde), além dos prédios administrativos, que hoje são localizados em construções no centro da cidade.

Segundo o presidente da Câmara, com a transferência da administração universitária para o campus, a UnirG poderá usar o prédio vago no centro de Gurupi para negociar suas dívidas junto a Prefeitura de Gurupi.