Polí­tica

Foto: Antônio Gonçalves

O prefeito de Palmas Raul Filho (PT) falou ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 6, sobre as perspectivas da gestão para 2011 e ainda sobre a sucessão na prefeitura no próximo ano.

O gestor salientou que não teve desgaste político em razão da reforma administrativa que promoveu no final do ano passado e que gerou algumas demissões e ainda corte de cargos dos partidos aliados. “Pela reforma administrativa eu não tive desgaste”, frisou.

Raul salientou que sua base entendeu as mudanças e que recebeu elogios pela reforma.

Críticas à gestão

Comentando sobre as críticas à administração, principalmente à infra-estrutura do município, o gestor frisou que muitas ações não foram possíveis em razão da burocracia e salientou também que áreas como a Saúde e Educação conseguiram ter êxito nas ações e cumprir o objetivo.

Para o prefeito, o gestor precisa saber lidar com as críticas principalmente nos dois últimos anos de governo.

Mais próximo do PT

Raul Filho inicia o ano mais próximo do partido depois de alguns impasses internos referentes às eleições de outubro do ano passado. Raul afirmou que aguarda o partido definir sua situação, já que a comissão de ética analisa processo contra o prefeito.

No entanto, o prefeito elogiou a legenda e frisou que respeita a instância partidária.

Solange na presidência da AL

Sobre a possibilidade da primeira-dama de Palmas, deputada Solange Duailibe (PT), colocar o nome à disposição para ser candidata à presidência da Assembleia Legislativa, o prefeito frisou que antes de tudo a deputada respeitará a opção do grupo.

“Ela tem atuado como uma companheira de grupo, de bloco, sendo candidata ou não tenho certeza que ela estará honrando seu compromisso”, salientou.

Sucessão

Sobre a sucessão na Prefeitura de Palmas o prefeito citou o presidente da Câmara de Palmas, Ivory de Lira (PT), José Hermes Damaso (PDT) e também a vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin (PDT) como nomes que já se manifestaram para a disputa.

Raul citou também o deputado estadual eleito Wanderlei Barbosa (PSB) como um dos nomes com condições de construir uma candidatura à prefeitura.

No caso de Ivory, o prefeito falou que o vereador tem o sonho de concorrer ao Paço Municipal. Já sobre a vice-prefeita, Raul se limitou a dizer que ela “é um nome de potencial”, disse.

“Ninguém é candidato de si mesmo. Quem tiver interesse de governar a cidade tem que andar atrás, colocar as ideias, debater elas, formar conceito e esperar que a sociedade vá avaliando”, salientou. “Vamos apoiar aquele que tiver esse perfil", completou.

No grupo de Siqueira já manifestaram interesse na disputa pelo paço, o deputado federal Eduardo Gomes (PSDB) bem como o candidato mais cotado, deputado estadual Marcelo Lelis (PV) que concorreu em 2008.

Relação com Siqueira

Raul frisou que a relação com o novo governo que tem à frente Siqueira Campos (PSDB) será de respeito. “Ele tem uma vasta experiência, ele já sabe onde errou, onde pode evitar outros erros”, disse. “Se houver erro, são erros propositais”, completou.

O prefeito frisou ainda que a equipe escolhida tem vasta experiência e que espera que o tucano cumpra os compromissos feitos na campanha.