Educação

Foto: Divulgação

O Diário Oficial datado de 21 de janeiro trouxe a exoneração e dispensa de 589 servidores da pasta da Educação que tem à frente Danilo de Melo e Souza.

Estão demitidos agentes especiais de Educação, diretor administrativo adjunto e agentes de apoio a docência e apoio ao magistério, todos de função de confiança.

A pasta vai contratar em caráter emergencial, merendeiras, vigias e auxiliares de serviços gerais.

Danilo divulgou que as dívidas deixadas na pasta foram em torno de R$ 35 milhões o que envolve muitas pendências financeiras com despesas de aluguel e inclusive contas de água nas escolas.

O governo já adiantou que não fará mais de seis mil servidores contratações para suprir alguns cargos. Os contratos poderão ser feitos por até um ano.

No Diário Oficial consta ainda a contratação de 12 servidores para a Secretaria da Fazenda e algumas dispensas também na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros.

Veja aqui a lista dos exonerados da Educação