Campo

Foto: Kleiber Arantes

Os agricultores familiares do Tocantins contam com mais benefícios para aquisição de linhas de crédito do Pronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. As linhas de créditos passaram por uma redução das taxas de juros e aumento nos valores dos empréstimos, ampliando as oportunidades de acesso para o produtor rural.

Em todo o Brasil, a agricultura familiar tem disponível para o Plano Safra 2010/2011, R$ 16 bilhões para as linhas de custeio, investimento e comercialização da produção. No Tocantins, desde o início da safra, os agricultores familiares contam com aproximadamente de R$ 220 milhões.

Segundo a assessoria técnica da subsecretaria de Assentamentos das Pequenas Propriedades, da Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, essa mudança facilita, ainda mais, para que o agricultor familiar tenha mais acesso as linhas de créditos, ou seja, é mais uma conquista e oportunidade para que o mesmo possa produzir.

Novos limites:

Pronaf Jovem – Ampliação do limite de financiamento de R$ 7 para até R$ 10 mil.
Pronaf Agroindústria – Ampliação do limite de financiamento individual de R$ 18 mil para até R$ 20 mil.
Pronaf Mais Alimentos – Ampliando do limite de financiamento de R$ 100 mil para até R$ 130 mil.

Mais segurança para produzir

Segundo informações do Pronaf , a partir desta safra os agricultores familiares passam a contar com o seguro de clima para as operações de investimento, modalidade do SEAF – Seguro da Agricultura Familiar. O agricultor que tem operações de investimentos e realiza plantio de culturas que se enquadram no SEAF pode segurar o valor das prestações de investimentos como o pagamento de um adicional de apenas 2% sobre o valor das prestações. A adesão ao seguro de investimento é opcional.

As culturas seguradas pelo SEAF : algodão, citrus, gergelim, milheto, palma, forrageira, pupunha, amendoim, arroz, cacau, canola, cevada, coco, eucalipto, feijão, feijão caupi, girassol, mamona, mandioca, milho, pinus, soja, sorgo, trigo, ameixa, banana, caju, café arábica, café robusta, dendê, maçã, mamão, maracujá, nectarina, pêra, pêssego, uva americana e uva europeia.

Quem pode acessar o Pronaf

O Pronaf apoia atividades agropecuárias e não-agropecuárias desenvolvidas por agricultores familiares, assentados da reforma agrária, quilombolas, pescadores artesanais, aquicultores, extrativistas, silvicultores, ribeirinhos e indígenas. Os créditos podem ser concedidos de forma individual ou coletiva.

Fonte: Secom