Saúde

Os cirurgiões-dentistas do Tocantins que atendem ao Plansaúde estão apreensivos. Vence no próximo dia 19 de abril o contrato com a Unimed Centro-Oeste, responsável pela gestão do Plansaúde. Apesar do Governo do Estado já ter sinalizado que não pretende por fim ao plano de saúde dos servidores públicos, até o momento, a parte odontológica que é feita por outra operadora, não foi definida.

No início do contrato, diversos descontentamentos da classe odontológica foram registrados. Os cirurgiões-dentistas fizeram várias mobilizações e chegaram a suspender o atendimento, até que se definissem as regras de atendimento.

O Conselho Regional de Odontologia do Tocantins (CRO-TO) encaminhou dois ofícios ao Secretário de Administração, Lucio Mascarenhas, que é o titular da pasta responsável pela gestão do Plansaúde, solicitando audiência para tratar destes assuntos, uma vez que parte dos profissionais que atendem os beneficiários do plano está apreensiva com a possibilidade de mudanças ou até mesmo de encerramento do módulo odontológico.

“A preocupação do CRO é defender os cirurgiões-dentistas de eventuais prejuízos causados por possíveis mudanças, e também garantir o acesso aos serviços odontológicos, de uma parcela da sociedade, que são os servidores e seus dependentes beneficiários do Plansaúde”, afirmou o presidente do CRO-TO, Juliano do Vale.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Por: Redação

Tags: Juliano do Vale, Plansaúde