Educação

Foto: Divulgação Danilo (2ºE/D) observa cotidiano de alunos de escolas públicas britânicas, bucando modelos para o Tocantins Danilo (2ºE/D) observa cotidiano de alunos de escolas públicas britânicas, bucando modelos para o Tocantins

Desde o ultimo sábado, 19, o secretário estadual de Educação, Danilo de Melo Souza, está na Inglaterra, onde visita escolas públicas e projetos educacionais que são destaques na Grã-Bretanha. A convite do Brithish Council, o secretário integra a delegação brasileira e terá pela frente o desafio de implantar no Tocantins idéias de projetos que funcionam bem na Inglaterra e são referências na educação de quase todo o mundo.

O secretário de educação afirmou que, a partir do mês de abril, o governo dará início às obras de 20 escolas de tempo integral. Elas serão instaladas nas maiores cidades do Tocantins e sugestões de alguns desses projetos ingleses serão utilizadas nelas.

Nesta sexta-feira, 25, a comitiva visitará o Estágio do Arsenal, em Londres, onde será apresentado um projeto que envolve alunos das escolas públicas, tendo o futebol como instrumento de inserção social. O evento será encerrado na tarde deste sábado, 26, com o fechamento das atividades, apresentações de relatórios, balanço geral e as parcerias que forem acertadas. A comitiva foi à Inglaterra sem nenhum custo adicional aos seus respectivos Estados.

Projeto de Diretores Líderes

Já nessa primeira visita, a comitiva levará de concreto ao Brasil o Projeto de Diretores Líderes, um prêmio que irá reconhecer os profissionais que forem destaque em suas escolas. A premiação terá apoio do MEC e do governo britânico. O representante de cada colégio que desempenhar bem o seu papel e fizer o diferencial irá à Inglaterra para um intercâmbio. Além da bagagem cultural em si, conhecerá como o projeto funciona na prática.

Até o momento, a delegação já visitou seis escolas em diferentes cidades, além de capital Londres. O secretário diz estar impressionado com a forma organizacional das escolas, o modelo como as disciplinas são distribuídas e até com a própria estrutura física dos prédios escolares.

“Percebi que os alunos são extremamente ativos, pouco sentam em salas de aula. São autônomos. Eles participam das atividades escolares produzindo conhecimento”, afirma Danilo.

Como esse primeiro momento foi apenas uma troca de informações e conhecimento empírico, Danilo de Souza não adiantou o que será implantado ou implementado na Educação do Tocantins. “As ideias têm sido excelentes”, afirma, acrescentando que a troca de informação tem sido gratificante e parcerias surgirão para incrementar o ensino no Tocantins. Após compilar essas informações, restará apenas adequá-las à realidade do estado.

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Danilo de Melo Souza