Polí­cia

Na manha deste domingo, 3 de abril, aconteceu o enterro de Everaldo Moraes de Araújo, 35 anos, vitima de dois disparos de arma de fogo, no dia 1º de abril, na 103 Sul , Avenida JK, saída de Paraíso do Tocantins.

O corpo chegou ao Cemitério Jardim da Paz em Palmas, às 9h30min. Cerca de duzentas pessoas entre familiares e amigos participaram do sepultado. No campo santo, o clima era de revolta e protesto, além de forte emoção.

Companheiros de trabalho, amigos da vítima e familiares cobraram do governador Siqueira Campos e das autoridades de segurança pública do Tocantins rigor nas investigações.

Os familiares da vítima vieram das cidades paraenses de Rio Maria e São Felix do Xingu. O pastor e cunhado da vítima, Airton Franco, que viajou cerca de 1000 km com a família para dar o ultimo adeus a Araújo, muito abatido, falou em nome da família. “Nós somos uma família honrada e digna, apesar de não sermos do Tocantins, a família Moraes de Araújo, não tem nenhum bandido nem trombadinha, uma família consolidada nos princípios bíblicos. O jovem Everaldo, adorava este Estado. Faço um apelo ao governo deste Estado, queremos justiça, casos como este não pode acontecer, é um Estado em que eu nunca ouvi falar de um crime dessa natureza” disse Franco.