Polí­tica

Muito do nosso desenvolvimento é proveniente do trabalho realizado pelo Exército, afirmou a vereadora Divina Márcia (PTN), durante sessão especial da Câmara Municipal de Palmas em homenagem ao Dia do Exército. Destacou que a corporação é constituída “por homens altamente qualificados, motivados e coesos, que professam valores morais e éticos”.

“Assim, parafraseando um dos versos do nosso Hino Nacional, posso dizer do nosso Exército: ‘Gigante pela própria natureza, és belo, és forte, impávido colosso; e o teu futuro espelha esta grandeza’. E a canção do Exército, na sua primeira estrofe, que diz: ‘Nós somos da Pátria a guarda, fiéis soldados, por ela amados; nas cores da nossa farda rebrilha a glória, fulge a vitória”, ressaltou Divina Márcia.

“A soberania nacional está nas mãos de vocês”, disse o vereador Carlos Braga (PMDB), lembrando que o Exército faz parte do nosso dia a dia. “O marechal Rondon foi responsável pelas maiores ações de integração nacional, inclusive com os indígenas. ”

Falaram, também, sobre a importância da corporação, os vereadores Jucelino Rodrigues (PRB), Norton Rubens (PRB) e José do Lago Folha Filho (PTN), que citou a participação do Exército na força de paz do Haiti. O vereador Valdemar Júnior (DEM) se reportou ao livro “1808”, do jornalista Laurentino Gomes, que retrata a história da criação do Exército.

O vereador Lúcio Campelo (PR) ressaltou que, se os recursos do Exército ainda fossem 12% do Orçamento da União e não menos de 1%, a corporação seria muito mais forte para combater, inclusive, o tráfico de drogas e cuidar muito mais do futuro das crianças e jovens. “O Exército poderia ser muito mais útil ao município, ao Estado e ao País.”

E aproveitou a sessão para falar sobre a degradação do Rio Taquaruçu e da falta de providências das autoridades e, também, do Ministério Público.

O coronel Armando Marques Alves Tenório, da Fundação Habitacional do Exército, agradeceu a homenagem e parabenizou a tropa pelo Dia do Exército. O tenente coronel Marco Antonio Martin, comandante do 22º Batalhão do Exército no Tocantins, disse ser um orgulho poder servir a Pátria, o Tocantins e Palmas. Encerrou seu pronunciamento, pedindo à tropa que cantasse o Hino do Exército.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Câmara de Palmas