Polí­tica

Foto: Koró Rocha Stálin Bucar agradeceu deferência do líder do Governo Stálin Bucar agradeceu deferência do líder do Governo

Em um breve pronunciamento à frente da Assembleia Legislativa, na tarde desta quinta-feira, 12, o deputado Stálin Bucar (PR) anunciou sua saída da bancada de oposição do governo Siqueira Campos (PSDB). Ao fazer o comunicado, o deputado deixou claro que irá assumir uma postura independente com relação às votações no parlamento.

O deputado não externou o motivo de sua saída da oposição. Em sua fala, ele apenas deixou claro sua vontade de ser um deputado independente dentro do plenário. “A partir de hoje, não faço mais parte da bancada de oposição. A partir de hoje sou um deputado independente, avulso”, completou.

Stálin frisou que, ao abandonar a bancada oposicionista, irá se posicionar da maneira que considerar melhor nos momentos de discussão e votação de matéria. “Na hora que eu tiver que votar com o governo, vou votar com o governo. Quando eu achar que devo votar com a oposição, votarei com a oposição”, disse.

Não é de hoje que o deputado mostra sinais de inquietação na bancada contrária ao governo. No princípio deste ano, em evento na cidade de Miranorte, o senador João Ribeiro (PR), presidente regional do partido, havia pedido pessoalmente para que Stálin saísse da oposição e fosse para o lado do governo. Na ocasião, Bucar havia ficado de pensar sobre a proposta de Ribeiro.

Com a decisão de Stálin, ele passa a ser o terceiro deputado a se considerar independente dentro do plenário da AL. Junto com ele estão os dois deputados do PT: Amália Santana e José Roberto. No entanto, mesmo se declarando independentes, os petistas tem acompanhado sistematicamente o governo nas votações da Assembleia. Resta saber qual será o posicionamento do deputado do PR.

Em uma Assembleia praticamente dividida por igual, a saída de Stálin pode beneficiar o governo do Estado nas votações, visto que a base de Siqueira fica agora com 11 deputados votantes e o presidente da Casa.