Educação

Sem condições de informar aos vereadores quanto dos 25% de recursos destinados à Educação são gastos com cada item, inclusive com a folha de pagamento, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (Sintet), decidiram que vão conversar novamente com o Legislativo, após serem feitos os levantamentos solicitados.

Ao pedir os números, o vereador Fernando Rezende (DEM) argumentou que os gestores trabalham com números. “Precisamos que o Sintet nos passe elementos para podermos defender a categoria diante do Executivo”, explicou, informando que também fará levantamentos sobre os gastos em Educação.

Além de aumento de 37,07%, o presidente do Sintet, José Roque, disse que há, também, o problema das progressões e das titularidades que não seriam pagas desde 2006.

Após conversar por telefone com o secretário da Educação, Zenóbio Júnior, o líder do prefeito na Câmara, vereador Milton Neris (PT), informou que, quem entrou com o pedido até 4 de abril vai receber em 1º de junho a progressão vertical, 1º de julho, a horizontal e, em 1º de agosto, a titularização. Quanto aos casos pontuais que datariam de 2006, é preciso ver quem são os servidores, para levantar se houve algum problema no trâmite do pedido.

O Sintet representa cerca de 1,9 mil professores da rede municipal de ensino que solicitam, também, a incorporação da Gratificação por Regência de Classe (GRC), o pagamento dos benefícios aos contratados e o enquadramento dos funcionários das escolas no Plano de Carreira.

Participaram da reunião, além de Rezende e Neris, o presidente da Câmara Municipal, vereador Ivory de Lira (PT), e os vereadores Norton Rubens (PRB), Lúcio Campelo (PR), Divina Márcia (PTN), Aurismar Cavalcante (PP) e Bismarque do Movimento (PT). Divina Márcia preside a Comissão de Políticas Públicas Sociais, que trata dos assuntos pertinentes à Educação.

Reivindicações

- Reajuste salarial de 37,07%. São 6,66% referentes às perdas no último ano, 24,86% de previsão de crescimento dos recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e o restante, referente à inflação de 1º de maio de 2010 a 31 de abril deste ano.

- Incorporação da Gratificação por Regência de Classe (GRC) ao salário dos efetivos e pagamento do benefício aos contratados.

- Enquadramento dos funcionários de escola no Plano de Carreira

- Pagamento das progressões verticais a 295 professores, horizontais, a 425, e titularidades a 295.

Fonte: Ascom Câmara de Palmas