Polí­tica

Foto: Koró Rocha Stálin Bucar agradeceu deferência do líder do Governo Stálin Bucar agradeceu deferência do líder do Governo

Em seu pronunciamento à frente do plenário da Assembleia Legislativa na tarde desta quarta-feira, 25, o deputado Stálin Bucar (PR) fez um breve balanço e teceu duras críticas aos quase cinco meses de governo Siqueira Campos (PSDB). De acordo com ele, Siqueira não tem apresentado condições de governar o Tocantins. “O governador não tem mais energia para administrar o Estado”, frisou.

Usando de palavras mais duras, o deputado citou a situação das estradas do Estado que, de acordo com ele, estão “intrafegáveis”. “Nós, parlamentares e a sociedade como um todo, temos que nos preocupar como rumo que está indo este nosso governo. Já se passaram alguns meses e a situação do nosso estado está piorando a cada dia”, disse.

Outros setores do Estado, que foram citados pelo deputado, durante seu discurso, foram a saúde, a educação e a segurança pública que, segundo Stálin está sofrendo baixas nos quadros do policiamento das ruas para os órgãos do Estado. De acordo com o deputado, o governo tem tirado os policiais das ruas para que eles atuem em entidades como o Tribunal de Contas do Estado e Detran. “Segurança nem se fala. O governador resolveu retirar a polícia de sua função principal”, disse.

O deputado ainda relatou que existe um contingente grande de oficiais da Polícia Militar atuando na segurança, além de ocuparem vagas no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). “Além do Detran estar cheio de militar; estão ali um número considerável de majores e parentes de conselheiros”, completou.

Durante sua fala, o deputado ainda ironizou a situação do policiamento. “Deve ter um contingente excessivo no nosso policiamento. Estão tirando os policiais das ruas e colocando nos tribunais. Será que ali no Tribunal de Contas existe alguma ameaça de alguma bomba? Ou será que estão ali desprezando o tempo todo, a nossa sociedade que está apavorada”, disse, sobre os policiais em trabalhos de vigia de órgãos públicos.

Mais uma vez voltando sua artilharia para as condições do governador Siqueira Campos, Stálin questionou a capacidade de governo do gestor. “Percebemos que ele não está mais psicologicamente em condições de governar o nosso estado”, completou.

Líder de governo defende

Já o deputado José Bonifácio (PR), líder de governo na Casa defendeu o governador dos ataques de Stálin. O deputado ressaltou que o aumento na criminalidade destacado por Bucar não é consequência da falta de policiamento. Segundo Bonifácio, “a criminalidade anda solta por falta de emprego. Nosso Estado ainda não é industrializado o bastante”.

O líder do governo, lembrando da última promoção promovida pelo governador, no último dia 21 de abril, comentou que a PM do Tocantins está em estado de evolução. “Nossa polícia avançou tanto que hoje não temos mais soldados. Apenas 14. No mais são oficiais”, disse.

Atualizada às 17h13