Polí­tica

Foto: Benhur de Souza

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta terça-feira, 5, o deputado Marcelo Lelis (PV) comentou sobre a formação do grupo suprapartidário que o empresário Carlos Amastha tem articulado junto a políticos e a classe empresarial do Tocantins. Na ocasião o deputado defendeu a iniciativa do empresário e já o colocou como pré-candidato à Prefeitura de Palmas nas eleições do ano que vem.

Lelis ainda frisou que Amastha é um dos empresários mais articulados no cenário político do Tocantins e disse que vê com bons olhos a iniciativa. “O Amastha é um dos empresários mais articulados que contribui com o desenvolvimento do Estado. Eu vejo com naturalidade absoluta essa formação”, disse.

Um fato que tem chamado atenção neste ano pré-eleitoral são os convites que o empresário tem recebido de presidentes de outros partidos e líderes políticos para que ele componha suas respectivas legendas. Um exemplo foi o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, que, em evento realizado no mês passado, convidou publicamente o empresário para ir para o partido.

Sobre o assédio em torno do nome de Carlos Amastha, Lelis destacou que pretende conversar com o empresário para que ele permaneça nos quadros do Partido Verde. “O partido luta para manter em seus quadros o pré-candidato Carlos Amastha. Eu já disse a ele que haverão novas inserções no PV no primeiro momento”, informou.

Disputa interna é saudável

Usando o caso do PSB, que já possui dois nomes com interesse declarado em se candidatar à Prefeitura de Palmas no ano que vem, Lelis frisou que uma disputa interna no PV, caso aconteça, será saudável para a eleição 2012. “Veja o caso do PSB, que já tem o professor Alan Barbiero e o deputado Wanderlei Barbosa. A disputa é boa para o projeto e discutir a cidade é sempre bom”, disse.

Entenda

Desde o começo do ano, o empresário Carlos Amastha tem articulado um grupo suprapartidário para discutir as questões do município. Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã de ontem, o empresário já havia informado que o grupo poderá apoiar um futuro candidato com projeto satisfatório, ou mesmo lançar sua candidatura para o pleito do ano que vem.

Acontece que o empresário é filiado ao Partido Verde, presidido pelo deputado Marcelo Lelis, que é um virtual candidato ao Paço Municipal em 2012, o que poderia frustrar os planos de Amastha. Além do presidente nacional do PMDB, outros líderes políticos, como o deputado Sargento Aragão (PPS) já mencionaram interesse em convidá-lo para seus partidos.