Polí­tica

Foto: Koró Rocha  Representante maior do Partido Verde no Tocantins, Lelis já esteve com a ministra Carmem Lúcia discutindo a ADI contra a revogação do reajuste Representante maior do Partido Verde no Tocantins, Lelis já esteve com a ministra Carmem Lúcia discutindo a ADI contra a revogação do reajuste

Um projeto que deu entrada no plenarinho da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira, 6, gerou o forte bate boca entre os deputados Marcelo Lelis (PV) e o líder de governo na Casa, deputado José Bonifácio (PR). O que gerou as farpas entre os parlamentares da mesma bancada foi o pedido de vistas feito por Bonifácio no Projeto de Lei, de autoria do deputado do PV, que estende a aplicação da lei conhecida como Ficha-Limpa aos órgãos da Administração Pública estadual nas esferas do Poder Executivo e Legislativo.

Durante a reunião conjunta das Comissões, após a leitura do relatório da matéria pelo deputado José Geraldo de Melo Oliveira (PTB) o deputado José Bonifácio pediu vistas, garantindo seu direito dede fazê-lo, o que gerou a reclamação de Lelis.

Em entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta quarta, Bonifácio frisou que pediu as vistas por entender que o projeto é inconstitucional. “Eu pedi para ver, pois ela é inconstitucional. Toda matéria que versa sobre servidores ela tem que ser de iniciativa do executivo”, disse.

Já o deputado Marcelo Lelis, autor do projeto, no ato do pedido de vistas questionou os modos do líder de governo para solicitar as vistas. É que, para garantir seu direito ao pedido de vistas, o deputado acabou se exaltando e falando que Lelis estaria fazendo “firula”, fazendo com que o pevista erguesse o tom de voz.

O fato que chamou a atenção durante o bate-boca entre os deputados, é que tanto Lelis, quanto Bonifácio fazem parte da mesma bancada de apoio ao governador Siqueira Campos (PSDB).