Polí­cia

Foto: Divulgação Reginaldo de Menezes foi empossado pelo secretário chefe da Casa Civil Reginaldo de Menezes foi empossado pelo secretário chefe da Casa Civil

A Secretaria Estadual da Segurança Pública tem um novo delegado chefe da Polícia Civil. Reginaldo de Menezes Brito foi empossado na noite de segunda-feira, 18, em Palmas, pelo secretário chefe da Casa Civil, Renan de Arimatéia Pereira, no ato representando o governador Siqueira Campos. Ao assumir Reginaldo disse que vai procurar dinamizar ainda mais as ações de Polícia Judiciária com ênfase na atividade de Inteligência e Investigação.

O novo delegado chefe ingressou na Polícia Civil como delegado em 1989 e ao longo da sua carreira policial ocupou diversos cargos. Subdiretor do Detran-TO, coordenador de Polícia Especializada, coordenador de Policia Metropolitana, chefiou diversas delegacias em Palmas e no interior do Estado, além disso, lecionou a disciplina de Prática Policial na Academia Estadual de Polícia Civil.

Comandou as operações policiais, “Porto da Pedra”, “Pororoca”, “Tarrafa”, “Pega Ladrão, “Operação Pente Fino” e ainda coordenou a operação que culminou na prisão do candidato ao governo de Roraima, em 2002. Reginaldo também é 1º tenente da reserva, da Polícia Militar do Tocantins. Ele também assumiu o cargo de Diretor de Polícia Metropolitana e Especializada na SSP.

Em sintonia com as iniciativas estaduais, o novo delegado-geral ressaltou que vai buscar recursos, por meio da elaboração de projetos e da parceria com as demais secretarias para a Polícia Civil. "O desafio é grande, mas a equipe é boa. Espero contar com a união da Polícia Civil", disse o novo delegado-geral.

O delegado chefe, afirma que procurará dinamizar as ações integradas que já vinham sendo desenvolvidas com as demais forças policiais do Tocantins, em especial com a Polícia Militar, além de aperfeiçoar o trabalho de inteligência da Polícia Civil.

“Em parceria com a Academia de Polícia, será elaborado planejamento sistematizado de cursos de aperfeiçoamento que atenda aos anseios dos profissionais que se encontram dia a dia diretamente envolvidos no combate à criminalidade”, enfatizou Menezes.

Fonte: Assessoria de Imprensa SSJC