Polí­tica

Foto: Divulgação

Através de audiência com o líder do governo no Câmara dos Deputados Nacional, deputado Mendes Ribeiro (PMDB-RS), o deputado federal César Halum (PPS-TO) fechou acordo com a base da Presidente Dilma Rousseff.

No encontro que foi realizado na noite de ontem no gabinete da liderança, o líder Mendes Ribeiro afirmou que reconhece a boa intenção de César Halum. “É de meu conhecimento que na campanha passada o PPS do Tocantins estava coligado com o PT da Presidente Dilma, ou seja, o deputado estava conosco, e por isso não pode ser discriminado no Congresso. A atuação de César Halum na câmara alegra a base do governo. Ele está bem acolhido”, afirmou o líder do governo no Congresso, deputado Mendes Ribeiro.

César Halum afirmou que se fez necessário sua ida para a base, pois só assim ele conseguirá concretizar seus projetos para o Estado. “No Tocantins, na campanha fiquei no palanque da Dilma. Aqui o meu partido é oposição e eu preciso continuar o meu trabalho. O Tocantins é novo, pequeno e carente. O povo de lá espera de mim soluções através de ações de Governo. Discurso eles já sabem”, disse.

Segundo César Halum, foram feitos dois pedidos ao líder do governo, dentre eles a inclusão do que prevê o uso do medicamento genérico veterinário. “Pedi duas coisas. A primeira é que eu tenha um tratamento igualitário no estado em relação à bancada federal, já que eu me sinto excluído pela mesma. O segundo pedido é que com a influência do líder no Congresso ele possa pautar o Projeto de Lei dos genéricos veterinários, que é muito importante para o Brasil”, relatou e continuou afirmando que a aprovação do projeto será o orgulho dele neste primeiro ano de trabalho na Câmara.

O líder do governo disse que ao saber que César Halum é médico veterinário e ao ver a relevância desse projeto para o País, levará hoje em reunião, a proposta para a Ministra Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann e a toda base do governo na Câmara. (Assessoria de Imprensa César Halum)