Polí­cia

A Polícia Civil de Porto Nacional, cidade localizada a aproximadamente 65 quilômetros da capital, Palmas autuou em flagrante delito Adriana Gomes de Melo pela prática do crime de estelionato, tipificado no artigo 171 do Código Penal Brasileiro.

Por volta das 9h da manhã dessa terça-feira, 20 a Polícia da cidade de Brejinho de Nazaré recebeu uma denúncia de que uma mulher, aparentando cerca de vinte anos de idade, estaria pedindo uma ajuda em dinheiro, aos moradores da cidade, para pagar uma suposta cirurgia que seria realizada em um filho menor de idade que se encontrava internado no Hospital Geral em Palmas.

No entanto, o denunciante desconfiou da história contada pela mulher pelo fato de a mesma conter algumas incoerências, desta feita acionando a Polícia para que procedesse a abordagem e apurasse a veracidade dos fatos.

De posse das informações e, com as características físicas da acusada, os policiais fizeram a detenção da, mesma momentos antes que ela tomasse um ônibus em direção a Miracema do Tocantins, cidade onde reside com seu companheiro e dois filhos menores.

Ao ser indagada, pela autoridade policial, sobre as acusações que lhe eram imputadas, Adriana, em princípio negou a autoria dos fatos, todavia caiu em contradição mais de uma vez vindo, em fim a confessar que realmente estava na cidade de Brejinho de Nazaré pedindo ajuda para uma cirurgia de seu filho na cidade de Goiânia e, que inventou essa história porque foi a única forma que encontrou para arrecadar dinheiro para alimentar seus filhos que não estão doentes e residem na cidade de Miracema e estão sob os cuidados de sua avó.

A conduzida disse também em depoimento ao delegado Hudson Guimarães Leite, que além das cidades de Brejinho de Nazaré, também contou a mesma história de que tem um filho doente com calazar e água nos rins e que precisava de R$ 5.000.00 para que o filho fosse submetido a uma cirurgia em Goiania, nas cidades de Aparecida do Rio Negro, onde arrecadou R$ 120,00 e, em Formoso do Araguaia onde arrecadou R$ 300,00, sendo que todo o dinheiro encontrado com a acusada era proveniente do pedido de ajuda às pessoas.

Diante dos fatos Adriana foi autuada em flagrante delito e conduzida para o 2º D.P de Porto Nacional, onde foi interrogada e posteriormente será encaminhada ao presidio feminino de Palmas. (Ascom/SSP)