Palmas

Foto: Divulgação

Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão encaminhou à Assessoria Legislativa do Município de Palmas a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO/ 2012, que deverá ser entregue na Câmara Municipal na próxima segunda-feira, 18.

Com receita estimada em R$ 703.967.390,00, distribuídas em diversas categorias, a LDO/2012 traz um demonstrativo das ações eleitas como prioritárias para serem executadas no próximo ano, tais prioridades foram elencadas pelos titulares das pastas, responsáveis pelo processo de construção da Lei juntamente com o prefeito Raul Filho.

Entre as prioridades eleitas para o próximo ano estão: a construção de cinco Centros Municipais de Educação Infantil, duas Escolas de Tempo Integral, dezesseis Unidades Básicas de Saúde, pavimentação asfáltica, construção de casas populares e expansão da rede de esgoto, além da manutenção dos restaurantes comunitários e dos serviços básicos que o município já mantém.

“Entendemos o tamanho de nossa responsabilidade no que diz respeito a gerir e a planejar, todos os setores de planejamento trouxeram suas demandas e prioridades e de forma equitativa buscamos a contemplá-los visando o crescimento e o progresso de nossa cidade”, declarou a Secretária de Planejamento e Gestão Ana Carolina Emmerich.

A LDO traz ainda uma previsão de crescimento de receita que neste caso está estimada em 21%. “A LDO é uma espécie de espinha dorsal que vai além de ser apenas uma previsão de receita e de despesas, é uma explanação geral que vai direcionar algo mais específico como a LOA”, explicou o Diretor de Planejamento da Seplag Marcos Conceição.

Como trâmite normal, ao ser entregue na Câmara Municipal Palmas, a LDO passa a ser analisada pelos vereadores para possíveis alterações e acréscimos, retornando em seguida para a sanção do prefeito Raul Filho. (Ascop)