Cultura

Foto: Conexão Tocantins O Livro do Anti-Clímax O Livro do Anti-Clímax
  • O autor e suas

Foi lançado recentemente em um sarau realizado no Tendencies Music Bar, o primeiro livro do músico, escritor e cartunista Thiago Ramos. Audaciosamente chamado de “O Livro do Anti-Clímax”, a produção tem uma curiosa composição que tende ao rústico, escrita e ilustrada à mão pelo autor e reproduzida através de fotocópias. Essas, aliás, são características marcantes na recente obra do criativo artista.

O Livro do Anti-Clímax é, de acordo com a própria definição do seu autor, “uma experiência estética de microrrupturas com certos paradigmas impostos”, ou seja, em um projeto que prima pela inovação gráfica e contextual, Thiago busca levar seus leitores a uma viagem visual e sensitiva que começa pelo vazio de suas primeiras páginas (mas disso trataremos mais tarde).

A começar pela capa, o livro já se mostra impetuoso e com certa personalidade. Ela, a capa, segundo a definição do próprio autor, é, propositalmente, “suja, engordurada” e poluída textualmente, que sugere justamente essa quebra de paradigmas proposta. A inspiração para a obra, de acordo com Ramos, vem de peças publicitárias brasileiras do início do século XX. “Como o livro em questão é do início do novo século, nada mais divertido do que buscar determinada referência”, informou.

Já em contrasenso com a capa repleta de informações, entre elas várias desnecessárias, o livro inicia com 27 páginas em branco. Sem uma gota de tinta. À primeira vista, isso pode confundir o leitor, mas a própria criatura explica a atitude de seu criador. “Livro sem índice, sem explicação e / que inteiramente dedicado ao / ou a todas as coisas que quase / me sucederam”. Para quem não entendeu, Thiago afirma que essa foi a maneira que ele encontrou de elevar a comunicação com seus leitores a um nível superior, no qual as palavras são desnecessárias. “Eu queria encontrar o meu silêncio. E esse é um nível muito profundo de comunicação”, disse.

A publicação independente da obra ainda permitiu ao autor um grau de experimentação muito grande. O Livro do Anti-Clímax é produzido e distribuído à mão pelo próprio Thiago e traz, em seu conteúdo poemas, minitextos e tiras de quadrinhos que retratam o cotidiano e as relações interpessoais constantes nas vidas de qualquer pessoa. Sua simplicidade é camuflada na arte que muitos podem considerar alternativa, ou de vanguarda.

A leitura é uma boa experiência e vale para se quebrar a rotina dos livros “quadrados” e comuns que andam circulando entre nossas produções locais. Além disso, vale a pena acompanhar também as outras obras do escritor, com a série de Fazines (do termo em inglês Fanatic Magazines – revistas de fãs) “Aperitivos”, que também possui um endereço eletrônico (http://www.aperitivosoblog.blogspot.com/). Para adquirir um exemplar do Livro do Anti-Clímax, os interessados devem procurar o próprio autor pelo telefone (63) 8441-2071. Cada exemplar sai a um valor de R$ 10,00. Vale a leitura!