Saúde

Foto: Divulgação

O Hospital Geral Público de Palmas (HGPP) conta agora com um equipamento de hemodinâmica dos mais modernos existentes no mercado. O Philips AlluraXper FD10 proporciona exames e intervenções minimamente invasivas com baixa radiação e contraste, realizando exames complexos em pacientes adultos e pediátricos. O serviço, que era comprado da rede privada, agora está disponível no HGPP, onde já foram realizados, em três dias desta semana, 28 exames, entre neurocirurgias, cirurgias vasculares e cardiologia intervencionista (cateterismos cardíacos e angioplastias). Este é mais um dos serviços de alta complexidade do hospital, já credenciado pelo MS – Ministério da Saúde.

Segundo o Secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Alves Nunes, os investimentos para a aquisição do equipamento, que beneficiará os 139 municípios tocantinenses, são de R$ 1,6 milhão. O secretário disse ainda que esses procedimentos são de fundamental importância para o diagnóstico preciso e tratamento adequado para pacientes com doenças cardíacas e aneurismas cerebrais.

A hemodinâmica e cardiologia intervencionista realiza procedimentos médicos em diversas especialidades realizando o diagnóstico e tratamento de doenças a partir da introdução de finos cateteres pelo punho ou pela virilha, e que percorrem o aparelho circulatório dos pacientes até o coração ou cérebro e seus vasos adjacentes.

“200 procedimentos serão realizados por mês na Unidade, com a instalação do serviço da hemodinâmica,” garante o diretor geral do HGPP, Ronaldo Foloni. Segundo ele “é um procedimento que garante rápida recuperação dos pacientes, agilizando o retorno às atividades familiares e laborais”.

Andrés Sánchez, especialista em hemodinâmica e cardiologia intervencionista do HGPP, conta que iniciou oficialmente o serviço com o equipamento na ultima segunda-feira, 26, com a realização de um cateterismo cardíaco. “O serviço vai funcionar de segunda a domingo, 24h por dia, com uma equipe multidisciplinar, com cardiologistas intervencionistas, arritmologistas, cirurgiões vasculares e neurocirurgiões, para que os pacientes tenham a garantia de atendimento sempre que necessário”, destaca Sánchez.

O especialista ressalta ainda que, o equipamento é de última geração, um dos melhores disponíveis no mercado. “É o único do Estado com programas que permitem realizar o mapeamento de aneurismas cerebrais em 3D”, afirmou. (Ascom/Pró-Saúde)