Polí­tica

Foto: Clayton Cristus / Dicom AL

O Conexão Tocantins entrevistou o deputado estadual Eli Borges (PMDB), pré-candidato à Prefeitura de Palmas sobre a proposta do também pré-candidato à prefeitura, deputado estadual Marcelo Lelis (PV), de desmembramento do distrito de Luzimangues, do munícipio de Porto Nacional.

De acordo com o deputado Eli Borges, toda questão que envolva uma disputa deste porte deve ser resolvida com uma consulta à população local. Eli frisou que a situação se agrava por conta do forte desenvolvimento da região, principal foco da proposta de desmembramento feita pelo deputado Lelis, na última semana. “A solução para aquilo, primeiramente, é fazer uma consulta popular. É preciso que ouvir o sentimento da população da região antes de tomar qualquer iniciativa”, disse.

Localizado a cerca de 5 quilômetros do centro de Palmas, na margem oeste do lago da UHE Lajeado que margeia a capital, Luzimangues tem sido uma procura natural de pessoas em busca de terrenos com preço reduzidos. O crescimento urbano da região e a proximidade da capital foram as justificativas do deputado Lelis ao apresentar o requerimento. Motivos também compartilhados pelo pré-candidato do PMDB à Prefeitura de Palmas. “Não tenho dúvidas de que aquela região vai ser muito interessante para Palmas, assim como é para Porto Nacional”, frisou.

Em Luzimangues se encontra o pátio multimodal da Ferrovia Norte Sul, além das futuras instalações da Distribuidora da Petrobras. Por conta disso, segundo Eli Borges, ele prefere adotar a cautela ao lidar com este tipo de situação. “Esta questão envolve dois municípios. Em qualquer dos casos, você tem que ouvir o povo”, reafirmou.

Entenda

Na última semana o deputado Marcelo Lelis apresentou requerimento à Assembleia Legislativa, propondo um estudo do ato que definiu os limites da capital definitiva do Tocantins. De acordo com o deputado, depois de levantamentos feitos pela empresa contratada pelo governo, definiu-se que a área que melhor abrigaria a cidade de Palmas, era composta por duas regiões: “Canelas” e “Mangues”.

A primeira, localizada na margem leste do Rio Tocantins, é onde fica toda a região urbana da capital. Já a segunda, de acordo com o deputado, seria a extensão do plano traçado pelos urbanistas Luiz Fernando Cruvinel e Walfredo Antunes para a capital definitiva do Estado.

A proposta de Lelis causou reação imediata de políticos de Porto Nacional que se manifestaram contrários ao desmembramento da região de Luzimangues e repudiaram o reqeurimento veementemente o requerimento de Lelis, através de declarações e notas oficiais.