Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual Sargento Aragão (PPS) comentou durante entevista ao Conexão Tocantins nesta terça-feira, 5, sobre a corrida interna pela presidência da Assembleia Legislativa do Tocantins. Até o momento, quatro deputados já demonstraram interesse em concorrer à maior cadeira do Legislativo estadual.

No último final de semana, o deputado José Augusto Pugliese (PMDB) declarou que pretende disputar a presidência da Casa de Leis ao lado dos também pré-candidatos Osires Damaso (DEM), Amélio Cayres (PR) e Sandoval Cardoso (PSD) – que está afastado da Assembleia, gerindo a Secretaria Estadual das Cidades. A única pré-candidatura declarada, no entanto, é a do peemedebista, enquanto as demais estão, por enquanto, no âmbito dos bastidores.

José augusto, inclusive, recebeu apoio de Aragão que confirmou sua preferência pelo deputado do PMDB no pleito de julho. De acordo com Aragão, o peemedebista será o representante da bancada de oposição na eleição deste ano.

O deputado frisou, no entanto, que o presidente da AL, enquanto instituição do Legislativo, precisa ser imparcial nas decisões administrativas. “Mas nada impede de ele deixar a presidência para fazer um pronunciamento e estabelecer sua postura de oposição”, explicou.

Além de José Augusto, Aragão ainda analisou a possível candidatura do secretário das Cidades, Sandoval Cardoso (PSD). Cardoso, que é deputado licenciado, tem se movimentado nos bastidores em busca de apoios à uma candidatura na AL. De acordo com Aragão, o deputado que atualmente é secretário estadual das Cidades, é um bom candidato por ser jovem. “E além disso, ele tem bom acesso às bancadas de governo e de oposição. Não vejo problemas na candidatura do Sandoval”, disse.