Estado

Foto: Divulgação Secretário Francisco Martins Araújo reúne-se nos dias 20, 21, 22 e 23 com o chefe da missão Eric Lancelot Secretário Francisco Martins Araújo reúne-se nos dias 20, 21, 22 e 23 com o chefe da missão Eric Lancelot
 

O Tocantins recebe dos dias 20 a 23 de agosto, a visita de representantes do BIRD – Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento. O objetivo da equipe no Tocantins é acompanhar o andamento dos componentes do PDRIS - Projeto de Desenvolvimento Regional Sustentável Integrado. Sendo eles: ambiental, melhoramento da gestão da administração, transporte, impactos do projeto, aspectos financeiros e desenvolvimento local.

O PDRIS visa estimular o desenvolvimento local e estadual por meio de melhores transportes e de maior oferta de serviços públicos, beneficiando cerca de 300 mil pessoas em 72 municípios.

O secretário Francisco Martins Araújo, o Superintendente do COPPE - Conselho Coordenador de Programas e Projetos Estratégicos, Antônio Guerra e técnicos da Seplan - Secretaria Estadual do Planejamento e da Modernização  da Gestão Pública reúnem nos dias 20, 21, 22 e 23 com o chefe da missão Eric Lancelot e demais técnicos do BIRD para discutir sobre o andamento das ações que serão executadas no âmbito dos projetos.

A equipe visita ainda a Semades – Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Social, Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins e Seinfra – Secretaria Estadual da Infraestrutura. O encerramento das atividades está previsto para as 12 horas desta quinta-feira, 23 de agosto.

Banco Mundial

O Banco Mundial aprovou no dia 26 de julho, um empréstimo US$ 300 milhões para o Estado do Tocantins. O recurso será destinado a obras e terá contrapartida de US$ 75 milhões do Governo do Estado.

O dinheiro será aplicado na eliminação de cerca de 2.600 pontos críticos em estradas vicinais municipais; construção de pontes, bueiros e drenagem. Também serão feitos reabilitação e conservação de cerca de 1,6 mil quilômetros de estradas estaduais. Estradas estas que já atingiram ou ultrapassaram o seu tempo de vida últil e precisam de reabilitação/rejuvenescimento de pavimento e acostamento, reabilitação de pontes, melhoria da drenagem e da sinalização, melhoramento dos cruzamentos perigosos e dos acessos.  

As obras com este recurso contemplam, ainda, a eliminação de cerca de 20 pontos críticos em estradas não pavimentadas do Estado através da substituição das atuais infraestruturas deficientes por estruturas pavimentadas.

O Estado do Tocantins tem uma população de 1,3 milhão de habitantes entre os quais grupos vulneráveis que englobam 13 mil indígenas e 7.500 quilombolas, que são comunidades descendentes de escravos. Possui ainda excepcionais recursos ambientais que abrangem extensas áreas preservadas. Embora a economia do Tocantins tenha registrado um constante aumento nas taxas de crescimento, a renda per capita ainda ocupa a 16ª posição entre os estados brasileiros. (Ascom Seplan)