Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), autuou, na noite desta última sexta-feira (25) pelo crime de tráfico de drogas e dupla tentativa de homicídio qualificado, Peterson Peixoto Sousa, 22 anos.  Sua companheira Klenia Coelho Araújo, 25 anos, que no momento da abordagem policial, estava com o acusado na casa onde ambos residem, também foi presa sob a acusação de tráfico de drogas, já que no local foram apreendidas substâncias entorpecentes e utensílios que caracterizavam o crime de tráfico. 

Desde a noite da última quarta-feira, 22 a Polícia Civil em conjunto com a PM tem realizado investigações e diligências no sentido de localizar e prender o mais rapidamente possível, os dois autores da tentativa de assalto que terminou com duas pessoas baleadas em uma residência na quadra 106 Sul, em Palmas. Na tarde desta sexta-feira, a PM chegou à residência de Peterson Peixoto, localizada na quadra 1106 Sul onde foram encontrados, a princípio, uma motocicleta e drogas.

Os policiais, que portavam retratos falados dos supostos acusados da tentativa de assalto ocorrida na quarta-feira, notaram que havia semelhança física entre Peterson e uma das fotos e o conduziram juntamente com sua parceira Klenia ao 2º DP. Algum tempo depois uma equipe da Polícia Civil retornou a casa do acusado e encontrou uma balança de precisão, usada na comercialização de drogas, uma espingarda de pressão, dois capacetes, seis munições intactas, e um revólver calibre trinta e oito, arma que teria sido usada na tentativa de assalto que terminou com o saldo trágico de duas pessoas vítimas de tentativa de homicídio, tendo uma delas sido ferida com muita gravidade.

Peterson Peixoto Sousa possui uma extensa ficha criminal já tendo sido preso em flagrante três vezes quase sempre por crimes de roubo, como o assalto ao Posto Petrolíder no ano de 2010 e, também a uma loja do Centro Comercial Wilson Vaz, no mesmo ano. Peterson foi reconhecido por testemunhas como sendo o autor de ambos os crimes. Sua companheira Klenia também é considerada de alta periculosidade e tem passagens pela polícia por tráfico de drogas e, também por tentativa de homicídio praticada no município de Paraíso do Tocantins.

Peterson e Klenia foram ouvidos pelos delegados João Sérgio Kenupp e Bonfim Santana Pinto com o apoio e orientação do Delegado-Chefe da Polícia Civil José de Eliú de Andrada Jurubeba. Peterson, já foi reconhecido por testemunhas que estavam na residência invadida na quarta, como sendo um dos dois criminosos que tentou assaltar o local.  Após, os procedimentos cabíveis o casal será encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), e a unidade prisional feminina, respectivamente.

O inquérito será presidido pelo delegado Bonfim Santana Pinto que adiantou que as investigações e diligências serão intensificadas com o objetivo de localizar e prender o mais breve possível o segundo elemento que participou, juntamente com Peterson Peixoto da tentativa de assalto da última quarta-feira. (Ascom SSP)