Estado

Foto: Kleiber Arantes

A convite da presidente da República, Dilma Rousseff, o governador Siqueira Campos participará nesta terça-feira, 11, em Brasília, da solenidade de anúncio oficial da redução da tarifa de energia elétrica do País, em 16,2% para os consumidores residenciais e 28% para as indústrias, a partir do início do ano que vem. Atento aos desdobramentos da intervenção federal em oito concessionárias de energia – entre elas a Celtins -, o governador aproveitará a participação para discutir os reflexos da decisão do Governo Federal para o Estado e a população tocantinense.

“A questão da energia elétrica no Estado é uma prioridade do governo. Tanto que em março deste ano entramos com ações na Justiça para obrigar a Celtins a cumprir os investimentos previstos no contrato de concessão e conseguimos liminar impedindo a venda de ações da empresa”, afirmou o governador. 

Para Siqueira Campos, o Governo Federal conduzirá com responsabilidade a questão devido ao relacionamento institucional e de cooperação que há entre o Tocantins e a União, como ficou demonstrado no dia 31 de agosto, quando o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, informou ao governador da decisão de intervenção na Celtins, tomada naquela data, e garantiu que a medida era para preservar os direitos dos tocantinenses. Porém, dada a relevância do tema e os interesses da população tocantinense, o governo deve participar ativamente das negociações que envolvam a Celtins.

Recentemente o Governo do Estado criou a secretaria Extraordinária de Minas e Energia, tendo à frente da pasta o economista Rogério Villasboas Teixeira de Carvalho, ex-diretor financeiro das Centrais Elétricas do Pará e ex-presidente da Companhia Energética de Brasília (CEB). (Da redação com informações Secom)