Campo

Foto: Divulgação

Implantada pelo Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins - a Unidade Demonstrativa do feijão-caupi no município de Novo Alegre, a 478 km de Palmas, obteve grande êxito. Plantado em uma área de aproximadamente 500 metros,  com inicio no final de junho, demonstrou, além de boas sementes, resistência às doenças e pragas, como a mosca branca, principal causadora de danos nas plantações.

Com o objetivo de avaliar a produtividade, a resistência e a qualidade do feijão-caupi, foram plantadas na unidade três variedades, sendo o maratoã, o gurgueia e o guariba. Além disso, também foram utilizada técnicas de plantio como, tratamento de sementes, adubação da área, espaçamento indicado, cobertura e o controle de pragas e doenças.

Segundo Calos Rodrigo Xavier de Oliveira, chefe do escritório local do Ruraltins em Combinado, a área plantada foi dividida para que fosse possível fazer um estudo da técnica a ser utilizada para melhor produção. “Na colheita será feita a separação das sementes, as que receberam tratamentos com adubos serão separadas das que não receberam, e assim o agricultor poderá escolher qual a melhor forma de plantio e qual a mais rentável por hectare”, afirmou.

Toda a colheita será distribuída entre os agricultores da região em Dia de Campo, previsto para o início de outubro.

Feijão-caupi

Rico em proteínas, ferro e zinco, o feijão-caupi constitui-se em um dos principais componentes da dieta alimentar nas regiões Nordeste e Norte do Brasil, especialmente na zona rural.