Estado

Foto: Divulgação

A greve dos Correios ainda não afetou a realização dos trabalhos da empresa no Tocantins, conforme nota oficial de sua assessoria de imprensa. De acordo com a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), no Tocantins 91,4% dos funcionários continuam exercendo suas funções normalmente. As encomendas, no entanto, podem sofrer algum atraso por conta da adesão de cerca de 64 servidores dos Correios.

De acordo a assessoria de imprensa dos Correios, o Tocantins abriga um total de 736 funcionários nos diversos setores da empresa. Destes, apenas 8,6% aderiram ao movimento grevista. Por conta da paralisação, mesmo pequena, as entregas poderão sofrer atrasos, mas os Correios informaram que durante o final de semana será feito um mutirão para tratamento e distribuição de objetos postais.

Mesmo com a greve nacional dos Correios, nenhuma agência do Tocantins deixou de funcionar em sua normalidade, servindo ainda de alternativa de atendimento de banco postal durante a greve dos bancários. Estes serviços, aliás, segundo a ECT, estão funcionando normalmente.

Movimento grevista

De acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), os funcionários dos Correios reivindicam aumento de 43,7%, R$ 200 incorporados ao salário, auxílio alimentação de R$ 35, contratação imediata de 30 mil trabalhadores entre outras melhorias.

D acordo com a ECT, os agentes dos Correios recebem até 30% sobre o salário, a título de adicional pela execução das atividades de: Tratamento, Atendimento de Guichê e Distribuição e Coleta. Sobre esses adicionais incidirá também a reposição dos 5,2% propostos pela ECT. Os empregados da ECT também recebem 1% sobre a remuneração por ano trabalhado (anuênio), além de receberem a cada biênio ao menos uma referencia salarial, que chega até 2,0% sobre o salário.

Já com relação a outras melhorias, a empresa afirmou que vem trabalhando no sentido de aperfeiçoar o Plano de Saúde dos funcionários, de modo a diminuir a burocracia, agilizar a marcação de consultas e de exames, e cumprir exigências legais sem afetar a qualidade dos serviços prestados aos empregados e seus dependentes. Qualquer eventual mudança será comunicada de forma transparente e responsável, em respeito ao trabalhador e a sua família. Além disso, a Diretoria Regional do Tocantins publicou, neste mês de setembro, edital para credenciar pessoa jurídica e física que prestam serviço na área da saúde.