Estado

Foto: Divulgação

Em nome do governador Siqueira Campos, o secretário estadual da Ciência e Tecnologia, Borges da Silveira, entregou na tarde desta terça-feira,25, uma placa de homenagem ao pesquisador Jorge Luiz de Mattos Zeve por realizar um estudo científico de grande relevância que irá contribuir para o tratamento da Diabetes tipo 2.

A homenagem aconteceu na sala de reuniões da Secretaria com a participação do reitor da Universidade Federal do Tocantins, Marcio da Silveira, e de diretores, coordenadores e técnicos da SECT. Jorge Luiz concluiu sua tese de doutorado realizada na UnB – Universidade de Brasíliacom o apoio do Governo do Tocantins por meio do PAPG – Programa de Apoio a Pós-Graduação do Estado, recebendo uma bolsa mensal no valor de R$ 1.800,00 durante o período dos estudos.

O pesquisador agradeceu a homenagem e destacou que sem o apoio do Governo seria quase impossível a realização da pesquisa. “Esse apoio foi fundamental para a conclusão do doutorado, pois é necessário nossa participação em congressos e a realização de viagens para lugares onde as tecnologias nesta área já estão mais avançadas”, afirmou. Segundo secretário da Ciência e Tecnologia, Borges da Silveira, “a o homenagem é um incentivo para os pesquisares que realizam pesquisa que trazem resultados e benefícios para a população”, explica.

O reitor da UFT Marcio da Silveira disse também que é um orgulho para a universidade ter um pesquisador como o Dr. Jorge Zeve. “Esta pesquisa do Dr. Zeve é de cunho nacional e internacional porque o tratamento da Diabetes tipo 2 interessa não só ao Brasil, mas ao Mundo”,pontua. Pesquisa A pesquisa estudou as vantagens da cirurgia de gastroplastia com bypass gastrointestinal (cirurgia de redução de estomago)no tratamento de pacientes obesosportadores de Diabetes tipo 2.

Foram avaliados dois grupos. Um grupo formado por pacientes obesos submetidos à cirurgia e outro de pacientes não operados, mas submetidos ao tratamento clinico normal.O pesquisador comparou a evolução do tratamento nos dois grupos e verificou que, “houve melhora no controle da glicemia em pacientes obesos. Isso pode ser um efeito direto da cirurgia, ou seja, os pacientes operados foram curados e os outros não”, relata Jorge Zeve que também é professor do curso de medicina da UFT.

A tese também observou queo tempo para perda de peso de um mês para o grupo cirúrgico foi significantemente menor do grupo que recebeu tratamento clínico. “Com perda de peso, ocorreu redução significante da glicemia de jejum, do índice da insulinanos nos dois grupos”, conclui.

PAPG

O Programa de Apoio da Pós-Graduação – PAPG é desenvolvido pelo Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual da Ciência e Tecnologia que fornece uma bolsa no valor de R$ 1.800 para doutorandos e de R$ 1.200 mestrandos durante o período de estudo. O programa hoje beneficia 31 pesquisadores em cursos de pós-graduação, sendo 16 mestrandos e 15 doutorandos. (Com informações da Assessoria)