Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente estadual do PT no Tocantins, Donizeti Nogueira adiantou ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 11, que pretende convocar a executiva da legenda para até a próxima quarta-feira, 17, analisar o pedido de expulsão contra o prefeito da capital, Raul  Filho. A previsão é que a reunião aconteça na terça-feira, 16.

“Existe o pedido e a direção estadual vai convocar a executiva para discutir o assunto e apreciar a representação”, conta o presidente que terá acesso ao pedido protocolado na manhã de hoje. A executiva do partido tem 15 membros.

O presidente explica também que é preciso analisar as provas da denúncia apresentada contra o prefeito. “É preciso ver se há provas suficientes para a denúncia”, conta. Após análise da executiva, o pedido será encaminhado para a comissão de ética e o prefeito então deverá ser notificado para apresentar defesa.

Como adiantou o Conexão Tocantins um grupo de dez pessoas do partido, que não tiveram ainda o nome divulgado pela legenda, ingressou com um pedido de expulsão contra Raul em razão do envolvimento do prefeito em denúncias da investigação do contraventor Carlos Cachoeira.

Donizeti não quis comentar o efeito político de  um novo pedido de expulsão contra o prefeito. “Não quero emitir juízo”, disse. Raul frisou através da Assessoria que aguarda ser notificado para se pronunciar sobre o assunto.