Polí­tica

Foto: Divulgação

Durante a palestra da Comissão de Educação e Cultura e da frente Parlamentar Mista da Educação do Congresso Nacional, nesta última quarta-feira, 31, a deputada federal Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) afirmou que a questão da formação do professor vem sendo negligenciada a cada ano.

“Sabemos que há vários projetos e programas de formação do professor. Mas, apesar desses cursos, estamos fazendo mais do mesmo e a qualificação ainda é inadequada. Falta uma melhor orientação dos professores na questão da alfabetização. Não adianta elaborarmos um bom Plano Nacional de Educação se não pudermos rever e melhorar a qualidade da formação docente”, disse a parlamentar.

Outro ponto abordado pela parlamentar foi a respeito da visão que a sociedade tem da escola pública. “A expectativa que as pessoas costumam ter são as mais baixas em relação às escolas públicas. É preciso lembrar que há escolas públicas com excelentes notas no IDEB, assim como há muitas particulares com baixas notas”, disse.

A palestra contou com a participação da consultora em Educação e colunista do boletim Missão Aluno da rádio CBN Ilona Becskeházy, que falou sobre os desafios do Brasil nos próximos anos em relação à Educação e por que os parlamentares devem se preocupar com a baixa qualidade do ensino e o que podem fazer para transformá-la.

Segundo a consultora, para a melhora da Educação, é necessária uma definição de metas prioritárias, com uma análise mais aprofundada das estratégias e desafios que serão colocados para o cumprimento desses objetivos. “A garantia da matrícula das crianças e jovens nas escolas, com um fluxo e aprendizados adequados certamente devem estar nesses objetivos. E, para alcançá-los, a escolha das políticas deve ser baseada em estudos aprofundados da viabilidade e de o quanto de impacto leis ou metas podem causar”. (Assessoria de Imprensa)