Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Durante a primeira sessão na reabertura do plenário da Assembleia Legislativa do Tocantins, nesta quarta-feira, 05, o grave acidente que vitimou duas pessoas na tarde de ontem na TO-050 gerou debate entre os deputados. Na ocasião, o deputado Wanderlei Barbosa (PEN) aproveitou para criticar a administração estadual por falta de sinalização na rodovia TO-030 que liga Palmas a Taquaruçu. 

Barbosa afirmou que a rodovia TO-030 está precária, o que, segundo ele, vem causando acidentes e mortes. “Falta sinalização no local, precisa instalar redutores de velocidade. O que não pode é ficar como está”, completou.

Em tom bastante incisivo, o deputado do PEN chamou a atual gestão de “capenga” e disse não concordar com as ações governamentais. “Eu não posso concordar com esse governo capenga que aí está, que deixa a população morrer nas rodovias, nos hospitais, deixa os servidores sem a data-base”, atacou.

Ainda durante a discussão sobre o trânsito, o pronunciamento do deputado Vilmar do Detran (PMDB), que compartilhou os problemas no trânsito com a população, provocou reação de Barbosa. “Fizemos audiência pública pata discutir trânsito ontem, mas não podemos culpar a população pelos acidentes”, disse.

Sobre a audiência pública, o deputado José Roberto Forzani (PT) lembrou que é necessário discutir com a sociedade civil organizada, ações para reduzir os índices de mortalidade nas rodovias. “Nós precisamos chamar a população para o debate, para conseguirmos traçar ações de melhorias no trânsito”, salientou.