Polí­tica

Foto: Aldemar Ribeiro

Com a participação dos prefeitos eleitos e reeleitos e auxiliares dos 139 municípios tocantinenses, autoridades estaduais e federais, além de representantes do Bird (Banco Mundial), o Governo do Estado, em parceria com a ATM - Associação Tocantinense de Municípios e apoio da UFT- Fundação Universidade Federal do Tocantins, deu início na manhã desta quinta-feira, 13, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, à Agenda de Desenvolvimento do Tocantins.

A abertura do Encontro, que ocorre nesta quinta e sexta-feira, 13 e 14, contou com a presença do Governador Siqueira Campos, do ministro do TCU – Tribunal de Contas da União, Raimundo Carreiro, que ministrou palestra, secretários e técnicos de Governo, senadores, deputados federais e estaduais, vereadores e outras autoridades, tem como meta viabilizar a governabilidade através de parcerias entre Estado e municípios, no esforço para superar os reflexos da crise financeira, que já afeta diretamente, em especial, as unidades da Federação e os municípios quanto a queda nos repasses constitucionais.

O ministro do TCU, Raimundo Carreiro, que iniciou sua vida pública como vereador no interior do Estado do Maranhão, aproveitou para parabenizar o Governador Siqueira Campos pela luta em prol da criação e consolidação do Tocantins. Atendendo a convite do Governo Estadual e da ATM, o ministro enalteceu o trabalho do então senador Eduardo Siqueira Campos naquela casa, tendo sido ele, Carreiro, também presidente do Congresso Nacional, fase em que foram implementados diversos projetos na área federal para o Tocantins, ressaltou.

Carreiro foi bastante didático em sua longa exposição acerca dos esforços, ainda nos anos 1980 e 90, para serem implantadas as bases de ações e programas que nos últimos anos foram estruturados ao longo do tempo, como o Bolsa Família, Economia Solidária, Fome Zero. Ele concorda que ao chamar os municípios para atuar em parceria Governo e prefeituras estão no caminho certo. E pediu que os novos gestores exerçam forte controle das contas públicas como esforço para coibir fraudes e desmandos, tornando a administração eficiente e transparente. “Não pensem pequeno, ousem”, foi taxativo na mensagem aos novos chefes de executivos municipais.

Parcerias

Ao abrir oficialmente o evento, o secretário de Relações Institucionais do Governo do Estado, Eduardo Siqueira Campos, destacou que a realização do Encontro, que qualifica como o mais importante da administração estadual nos últimos dez anos, será uma “união de esforços em que estaremos reunindo condições para o enfrentamento da crise internacional”.

Conforme enumerou Eduardo, o País como um todo vem registrando progressivas perdas com o FPM – Fundo de Participação dos Municípios, que segundo ele, é preciso buscar alternativas para garantir os investimentos em políticas públicas para o desenvolvimento e a melhoria de vida da população, ao tempo em que falou dos vários termos de convênios assinados na parte da manhã com o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal , Incra, Ministério do Esporte, Saneatins, Bird – Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Banco Mundial), dentre outras instituições parceiras.

400 doutores apostos para contribuir

O reitor da UFT, Márcio da Silveira, adiantou que a Instituição está pronta para contribuir com o Estado e o seu desenvolvimento, já que conta com cerca de 400 doutores – basta dizer que a Universidade Federal do Acre, bem anterior à do Tocantins, conta com 30 doutores - estariam dispostos a desenvolverem pesquisas de diversas naturezas. Disse que a Universidade terá em breve seu Hospital-Escola, como centro de formação de seus profissionais de saúde e atendimento à população. Falou também de 800 vagas em cursos de administração que a UFT irá abrir para qualificação de assessores das prefeituras tocantinenses.