Estado

Foto: Lia Mara

Há pouco menos de uma semana à frente da Controladoria Geral do Estado, Ricardo Eustáquio de Souza, aponta a desburocratização e modernização dos procedimentos internos da CGE como as marcas de sua gestão. “A partir da determinação do Governador em desburocratizar e conferir lisura aos procedimentos da CGE, vamos trazer todo o pessoal do controle interno das secretarias para dentro da Controladoria a fim de proporcionar mais liberdade de atuação aos técnicos”, declara. O controlador explica que, a partir dessa medida, os técnicos terão maior liberdade de atuação.

Ricardo Eustáquio acrescenta também que pretende criar carreira para os funcionários do controle interno, oportunizando uma formação mais adequada, evitando erros e otimizando os trabalhos. “O governador solicitou que desburocratizássemos o Estado. Além de criar a carreira para o controle interno, iremos dividi-lo por especializações, como por exemplo, convênios, meio ambiente e outros’’, afirma. Em dois anos, Ricardo Eustáquio aponta a implantação do processo eletrônico. “Esta é nossa meta em dois anos”, diz.

Perfil Ricardo Eustáquio

Natural do município de Patrocínio (MG), Ricardo Eustáquio de Souza é graduado em Ciências da Computação e Bacharel em Ciência Jurídicas. É auditor de controle externo do Tribunal de Contas da União (TCU), cedido à CGE/TO, a pedido do Governador Siqueira Campos. Ricardo Eustáquio tomou posse como controlador geral do Estado, no último dia 30 de janeiro, no gabinete do Governado, no Palácio Araguaia.

Sobre a CGE

A Controladoria Geral do Estado do Tocantins – CGE/TO – é o órgão central do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Estadual que foi consolidado, no Estado, pela Lei 1415 de 20 de novembro de 2003.

A CGE tem como principais funções realizar o controle da despesa, verificar todos os atos de cada órgão para padronizar sua atuação e fiscalizar o cumprimento de metas.