Campo

Foto: Madson Maranhão

O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, realizará um diagnóstico da produção leiteira no Estado, com objetivo de conhecer as demandas dos produtores. Nesta segunda-feira, dia 25, uma equipe de técnicos iniciam visitas em 15 propriedades rurais integrantes da Coopag – Cooperativa de Produtores de Guaraí, região Central do Estado. As atividades encerram na sexta-feira, dia 1º de março.

Segundo informações da DFCA – Diretoria de Fomento e Fortalecimento do Cooperativismo e do Associativismo da Seagro, esse levantamento faz parte das ações do Governo do Estado para traçar as políticas públicas para as melhorias destes produtores. “É importante conhecer a realidade destes produtores, e assim, criar mecanismos para fortalecer a cadeia produtiva do leite no Tocantins”, disse a zootecnista e uma das responsáveis pela pesquisa da Seagro, Maria Emília Rodrigues Monici.

O diagnóstico ainda tem como finalidade promover o desenvolvimento da pecuária leiteira no Tocantins, por meio da transferência de tecnologia, capacitação e orientação aos cooperados, fornecendo subsídios para a produção de leite de maior qualidade e rentabilidade. Os dados servirão também de base para incentivo às atividades de assistência técnica, promoção do planejamento, gerenciamento e coordenação geral das políticas públicas e de abastecimento, normatizando, capacitando e difundindo tecnologias.

Etapas

O levantamento acontecerá em três cooperativas, sendo que o primeiro foi realizado, final do ano passado, na Coapa – Cooperativa Agroindustrial de Pedro Afonso. Este agora, na Coopag – Cooperativa de Produtores de Leite, em Guaraí, e por último na Coopernorte – Cooperativa dos Produtores de Leite de Paraíso.

Nas abordagens junto aos produtores de leite, os técnicos perguntarão sobre os diversos aspectos que envolvem a produção leiteira como: caracterização do produtor, infraestrutura, quantidade e qualidade da produção leiteira, tipos de manejos e ordenha, sanidade animal, formação de pastagem, produção atual, sistema de reprodução, Instrução Normativa 51, entre outras.