Polí­tica

Foto: Wilson Soares Eduardo e a ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon Eduardo e a ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon

A Associação Internacional de Polícia (IPA – sigla em inglês referente International Police Association) homenageou, na noite desta última quarta-feira, 10, o secretário de Relações Institucionais Eduardo Siqueira Campos com a “Medalha Deferência Polícia Federal”, em evento em Brasília. A IPA é uma entidade internacional de policiais, presente em cerca de 80 países e com cerca de 500 mil filiados.

O presidente da entidade, Joel Zarpellon Mazo, disse que Conselho de Outorgas da Comissão de Entidades de Classe representativas da IPA Brasil considerou que Eduardo Siqueira foi escolhido porque se trata “de um exemplo de pessoa que rege os princípios cultuados pela Polícia do Brasil no contexto nacional”. No seu discurso, Zarpellon Mazo enalteceu o trabalho de Eduardo Siqueira como senador da República e também como secretário de Estado no Tocantins, estendendo o destaque ao governador Siqueira Campos.

A homenagem da IPA faz parte das comemorações de 69 anos da criação da Polícia Federal e do aniversário da própria associação de policiais. Além de Eduardo Siqueira, único ex-congressista condecorado da noite, a IPA homenageou o jurista e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, a ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, deputado federal Julio Francisco Semeghini Neto e o senador Gim Argello. Conforme os organizadores, todos os homenageados contribuíram com o crescimento da força policial federal no Brasil.

O secretário Eduardo Siqueira se disse lisonjeado por receber a comenda da IPA ao lado de personalidades tão importantes para o Brasil como Ayres Britto e Eliana Calmon, entre outros. Além disso, ele destacou a importância da IPA no mundo e da Polícia Federal no Brasil, “instituição fundamental para o fortalecimento da democracia”. Segundo ele, a PF tem tido um papel relevante nos últimos anos, em especial pela realização de importantes operações. “É uma honra para qualquer pessoa, para qualquer gestor, receber uma homenagem dessas. Eu me sinto muito lisonjeado por ter sido um dos escolhidos”, destacou Eduardo Siqueira.

Eduardo Siqueira foi senador entre 1999 a 2007 e exerceu, por dois mandatos, o cargo de deputado federal (1989 a 1995). No Senado, ocupou a vice-presidência entre 2003 a 2005, quando presidiu 206 sessões plenárias. Além disso, foi membro de comissões como Fiscalização e Controle, Assuntos Econômicos, Educação, Assuntos Sociais, Mista de Orçamento, entre outras. (ATN)