Palmas

Foto: Antônio Gonçalves Durante primeiros dias de gestão prefeito e secretários visitaram postos de saúde Durante primeiros dias de gestão prefeito e secretários visitaram postos de saúde

A Ouvidoria de Palmas divulgou o relatório das demandas recebidas no mês de março quando foram registradas 200 manifestações. Um acréscimo de 12% com relação ao mês de fevereiro.64,5% das solicitações vieram por telefone, 31,5% foram por e-mail e apenas 4% foram feitas pessoalmente.

 86% das demandas foram reclamações, conforme mostrou o relatório. As reclamações cresceram 19% com relação ao mês anterior. 8% das manifestações foram referente a denúncias, 3% foram pedidos de informação e 2% elogios á administração.

 A pasta mais acionada pela  população é a de Infra-Estrutura que teve 58 das 200 manifestações (29%)  do mês. Em seguida vem a saúde com 24% das demandas , depois a Educação com 11%, Meio Ambiente com 9%, Segurança, Defesa Civil e Trânsito com 8%. A pasta de finanças teve 2%.

 O atendimento ao público lidera as reclamações dos cidadãos com 20% sendo que o mais apontado é na área da Saúde. Nos primeiros dias de gestão a área da saúde foi uma das que mais recebeu atenção do prefeito Carlos Amastha (PP). Ele visitou várias unidades de saúde junto com o secretário Walter Balestra e outros auxiliares e ouviu a população sobre as principais demandas.

A segunda reclamação é sobre a limpeza pública que teve 13,5% e inclui questionamentos sobre roçagens, recolhimento de entulhos e outras demandas.

 O terceiro problema mais apontado pelo cidadão são os buracos nas vias públicas com 6,5%. Em quarto lugar vem o comércio irregular.

 A ouvidoria estimou ainda  que das solicitações 54% das demandas foram atendidas e registrou crescimento na quantidade de cidadãos que buscam o órgão.